Empréstimo consignado: veja se a empresa pode descontar dívidas de funcionário demitido!

Resumo do texto

  • Saiba como funciona o empréstimo consignado em caso de demissão;
  • Descubra se a empresa pode descontar a rescisão do funcionário;
  • Entenda como fica seu empréstimo consignado em caso de desligamento.

Baixe o aplicativo PagBank Consignados!

 

Uma dúvida que costuma surgir quando se fala em empréstimo consignado para colaboradores com carteira assinada é: a empresa pode descontar dívidas de funcionário demitido? 

Para esclarecer essa questão e também para aprender o que fazer em caso de demissão com um contrato de consignado, preparamos esse post com informações importantes sobre o assunto.

Boa leitura!

Artigos que podem ser do seu interesse:

Afinal, uma empresa pode descontar dívidas de funcionário demitido?

No empréstimo consignado privado, um colaborador que trabalhe em uma empresa pode solicitar o empréstimo e ter as parcelas retiradas diretamente da sua folha de pagamento.

Mas, em caso de desligamento, a empresa pode descontar dívidas de funcionário demitido. Porém, caso você mude de emprego, é possível transferir o contrato, falaremos melhor sobre isso a seguir. 

Entretanto, se não tem outra oportunidade de emprego em vista e ainda possui parcelas em aberto, é muito importante se organizar para pagar e não ficar no vermelho, afinal, mesmo que saia da empresa, o empréstimo continua existindo.

Entenda melhor o desconto de empréstimo consignado na rescisão

O que garante o desconto do empréstimo consignado na rescisão é a Lei 10.820/2003, formalizada pelo Tribunal Superior do Trabalho.

Ela determina que pode haver o desconto de até 30% do valor total da rescisão para pagar o consignado.

Exemplo: se sua rescisão foi de R$12 mil, a empresa pode descontar até R$3.600 para o pagamento do consignado. Porém, se isso não for o suficiente para a quitação, as parcelas passam a ser cobradas por boleto bancário.

Há alguns anos essa lei sofreu alterações e o limite passou a ser 35%. Entretanto, esses 5% adicionais devem ser destinados exclusivamente para arcar com as despesas do cartão de crédito consignado ou então operações de saque.

Tenho empréstimo consignado, mas fui demitido: e agora?

Você já sabe que a empresa pode descontar dívidas de funcionário demitido, mas mesmo assim, é preciso analisar o contrato do consignado em caso de desligamento para confirmar se os 30% serão mesmo descontados do acerto final.

O que fazer? Leia o contrato com atenção, veja qual o valor total ainda falta ser pago ao banco e, se mesmo com o desconto da rescisão ainda ficar devendo algo.

Uma boa opção é tentar negociar com o banco novas condições de pagamentos e juros. 

Se tiver dinheiro suficiente para pagar todo o empréstimo, é interessante fazer a antecipação total do pagamento e aproveitar o desconto nas taxas de juros e a margem consignável.

O que acontece se o colaborador mudar de empresa?

Caso mude de emprego, descubra se a sua nova empresa possui vínculo com o mesmo banco do seu consignado. Se sim, é possível solicitar a transferência da dívida. Nessa situação as parcelas vão seguir sendo descontadas do seu salário, até o final do pagamento do empréstimo.

Agora, se no seu novo trabalho o convênio for com outra instituição financeira, é possível fazer a portabilidade do empréstimo. Nessa modalidade, o novo banco quita o empréstimo com o banco anterior, e você passa a pagar as parcelas para a instituição financeira que sua empresa tem vínculo.

Conheça o PagBank Consignados!

O PagBank Consignados* foi criado para facilitar o acesso ao crédito e garantir um empréstimo sem burocracia para trabalhadores de empresas privadas, aposentados, pensionistas e servidores públicos.

A contratação é feita de forma simples, rápida, segura, 100% digital e através do celular é possível confirmar todos os benefícios deste empréstimo:

  • taxas de juros mais baixas que outras linhas de crédito;
  • dinheiro liberado em até 24h;
  • parcelas fixas de até 30% do salário ou benefício líquido;
  • crédito pode ser usado para qualquer finalidade;
  • até 60 dias para pagar a 1ª parcela.

Baixe o aplicativo PagBank Consignados!

*Sujeito à análise de crédito. O PagSeguro Internet S/A não é uma instituição financeira, não realiza operações de crédito diretamente e atua como correspondente bancário de instituições financeiras parceiras. A concessão de crédito é de responsabilidade dessas instituições, dentre elas o Banco Seguro S.A. e a Socinal – Crédito, Financiamento e Investimento S/A. Que concede por si ou através de seu correspondente Credisim Correspondente Bancário LTDA – CNPJ 33.166.821/0001-51. As taxas podem variar de acordo com o valor e quantidade de parcelas. O prazo é de 24h úteis e diz respeito a disponibilização do valor, após a assinatura do contrato. As condições de pagamento serão apresentadas no momento da contratação. Consulte condições do produto em: www.credisim.com.br/credito-consignado. Central de Atendimento: 4003-1775 (Capitais e região metropolitana) ou 0800 728 21 74 (demais localidades, exceto celular). Ouvidoria 0800 703 88 91.