Entenda o Débito Direto Autorizado e faça bons negócios

Entrou em vigor esta semana o Débito Direto Autorizado (DDA). A novidade permite que os correntistas autorizem débitos de boletos impressos (a novidade ainda não vale para os boletos eletrônicos) diretamente em sua conta. Segundo Valéria Santos, analista de produtos do PagSeguro, o DDA é vantajoso para as empresas, pois reduz a inadimplência e acaba com os custos de impressão e envio dos boletos.

A utilização deste programa permite que a empresa envie um boleto de cobrança eletrônico aos clientes previamente cadastrados no serviço. Com isso, o correntista não perde o vencimento de seus boletos, caso viaje, por exemplo, e ainda consegue visualizar as contas a pagar e autorizar o débito por meio de um celular, caixa eletrônico ou computador.

O DDA é diferente do débito automático. No débito tradicional, o usuário autoriza a cobrança e o valor é debitado de sua conta na data do vencimento. Já no caso do novo sistema, o cliente precisa autorizar cada boleto. Ao entrar na sua conta via internet banking, o usuário verá os boletos na tela e, assim, decidirá se quer pagar ou não as cobranças. De acordo com a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), o correntista pode, por exemplo, rejeitar cobranças que não reconheça ou pagá-las com atraso se estiver sem saldo no dia.

Com o DDA, é possível pagar online um boleto que já venceu. Hoje em dia, boletos vencidos só podem ser pagos diretamente no caixa do banco – para que haja a cobrança de multas e juros. O sistema permite que a instituição efetue esse cálculo eletronicamente e que o pagamento online de uma conta já vencida seja feito com tranquilidade.

A tecnologia dos DDAs poderá ser usada também por empresas. Segundo a Febraban, a utilização deste sistema eletrônico deve ajudar as empresas a reduzir custos com emissão de boletos bancários. Segundo uma estimativa do Banco do Brasil, até o fim de 2010, ao menos um terço dos correntistas de todos os bancos já estarão utilizando o sistema e, com isso, vão garantir uma economia anual de impressão de 1 bilhão de boletos em papel.

Todos os bancos que aderiram ao DDA não cobrarão tarifas pelo serviço neste primeiro momento. Mas, de acordo com o Banco Central, as instituições estão livres para definir a tarifa quando quiserem.