Já faz quase três meses desde que as primeiras cidades adotaram as políticas de isolamento social para evitar o aumento de casos da Covid-19. Durante esse período, muitos empreendedores precisaram fechar as portas ou mudar totalmente o jeito de atender sua clientela, deixando todo o foco nas vendas pela internet e usando o delivery.

Contudo, alguns estados brasileiros, como São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná, já estão implementando as primeiras políticas de flexibilização da quarentena.

Isso significa que, muito em breve, mais empresários e donos de negócios locais vão poder retomar seu trabalho. Porém, uma coisa é certa: é preciso muita responsabilidade neste momento.

Por mais que a flexibilização seja uma realidade, será necessário seguir adiante com medidas de proteção. Manter à risca os cuidados com a saúde é essencial para que não haja um novo aumento no número de casos conforme o comércio for retomando à normalidade.

Se você é empreendedor e não vê a hora de poder voltar às atividades e atender seus clientes com o mesmo carinho e atenção de sempre, confira abaixo alguns pontos importantes para se atentar. 

Flexibilização da quarentena: como vai ser?

Antes de falarmos sobre o que você precisa adotar em seu negócio para reabrir com segurança, vamos para uma breve explicação sobre as novas regras do isolamento social.

Alguns estados brasileiros estão estabelecendo medidas para retomada gradual das atividades do varejo e prestação de serviços. A primeira coisa que você precisa saber é que nem todos os estados vão mudar suas regras agora, então, fique ligado nas notícias da sua cidade para saber como está sendo este processo.

Em estados onde a flexibilização está sendo quase posta em prática, como em São Paulo, existem regras ligadas à cada região. Vale a pena se informar direitinho sobre a situação da sua cidade para saber se o seu negócio está dentro do grupo de atividades que estão sendo liberadas. 

O mais importante de tudo é entender que a relação entre consumidores e negócios vai mudar bastante. 

Como preparar meu negócio para a reabertura?

O “novo normal” agora envolve medidas de proteção e cuidados extras com fatores como higiene do estabelecimento e número de pessoas permitidas dentro de um mesmo ambiente. Por esse motivo, é essencial se preparar e ter em mente que esse tipo de cuidado será de alta importância para seguir as atividades. 

Agora, vamos a algumas atitudes responsáveis que você precisa adotar neste retorno.

Respeite as regras da sua cidade/estado

Apesar das regras estarem em mudanças (o que ocorre devido ao avanço ou redução do contágio do novo coronavírus nas regiões), os donos de pequenos negócios precisam ter pleno conhecimento das normas que estão ativas.

Isso significa que você deve ficar de olho nos decretos municipais para saber quais são as exigências acerca da reabertura dos estabelecimentos.

Dentre as principais regras que você tem que seguir à risca, estão fatores como:

  1. Uso obrigatório das máscaras de proteção;
  2. Horários de funcionamento (algumas cidades estão criando horários de funcionamento exclusivo para pessoas do grupo de risco, por exemplo);
  3. Limite de pessoas dentro do estabelecimento.

Respeite as regras da sua cidade, seja responsável e alerte seus clientes sobre a importância de seguir as normas. 

O momento pede bastante fiscalização. Por isso, não deixe de adotar medidas bem rígidas com seus funcionários e também com os clientes — sim, cabe ao empreendedor ter um papel social aqui, sinalizando os consumidores que desrespeitam as normas.

Mantenha sempre álcool em gel à disposição dos clientes

Nunca perca de vista que a flexibilização da quarentena não significa o fim da pandemia. O vírus vai continuar circulando, e cabe aos estabelecimentos comerciais tomar medidas para que seus clientes não se contaminem durante as compras.

Por isso, vai ser essencial sempre manter um frasco com álcool em gel à disposição dos clientes, tanto na entrada quanto dentro do estabelecimento. Vale a pena deixar alguns recipientes próximo aos caixas, assim, o cliente tem a opção de limpar suas mãos antes e após fazer o pagamento. 

Porém, antes de sair comprando álcool gel, é importante verificar a procedência — afinal, caso o produto não seja eficaz, a eliminação do vírus não é garantida. Por isso, certifique-se através do selo do fornecido pelo Inmetro e Anvisa!

Faça uma higienização impecável

Higiene é fator indispensável para reduzir o contágio. Por isso os especialistas em saúde batem tanto na tecla da máscara, do álcool e da necessidade de lavar as mãos com frequência.

O lojista precisa contribuir para manter a higiene do seu estabelecimento e reduzir o risco que os clientes correm ao irem às compras. Para isso, será necessário adotar uma política de limpeza bem rígida.

Para isso, conte com produtos capazes de matar o vírus: álcool (líquido ou em gel, desde que a concentração), água sanitária, sabão ou detergente, desinfetantes e limpadores multiuso com álcool ou cloro. 

Não se esqueça de limpar bem o balcão, superfícies como corrimões e maçanetas, as cadeiras disponíveis para os clientes, os provadores e todo e qualquer ambiente em que há circulação de pessoas, tanto clientes quanto funcionários.

Outra dica legal: se possível, mantenha também um banheiro disponível para que os clientes possam lavar suas mãos. Mas não se esqueça de que será preciso mantê-lo sempre bem limpinho, usando, inclusive, água sanitária e desinfetantes próprios para fazer uma higienização completa do local. 

 

Não esqueça da limpeza das maquininhas!

As autoridades de saúde estão recomendando que as pessoas usem cada vez menos dinheiro e optem pelo cartão. O cartão, diferente das notas e moedas, não circula de mão em mão, o que reduz as chances de contágio.

Contudo, até mesmo os cartões e as maquininhas precisam ser higienizados. Neste caso, vale adotar algumas medidas, como passar plástico filme sobre as teclas — o que permite a limpeza do local onde o cliente toca a maquininha sem o risco de danificar o aparelho. 

Além dessa simples medida, não se esqueça de incentivar as opções de pagamento sem contato. Usando as maquininhas do PagSeguro, você tem a opção de fazer vendas usando a tecnologia NFC. Com ela, seu cliente pode pagar sem encostar na máquina de cartão, usando o celular, tablet, smartwatch ou cartão com tecnologia NFC.

Além do pagamento por aproximação, seus clientes que possuem uma conta PagBank podem usar o QR Code para pagar suas compras, o que representa mais um jeito moderno e prático de fazer pagamentos, tudo sem o risco de contágio. 

Veja aqui algumas dicas para acertar em cheio na hora de vender e compra usando o QR Code PagBank

Continue com as vendas remotas!

A flexibilização da quarentena em alguns estados dá a oportunidade do empreendedor retomar as atividades dentro de seu estabelecimento. Porém, isso não significa que você deve abandonar as estratégias que usou durante o isolamento social.

Siga com as vendas pelas redes sociais e aplicativos, como o WhatsApp, Facebook ou Instagram. E não se esqueça de contar com o Link de Pagamento do PagBank para fechar as vendas pelas redes sociais. Basta acessar o super app PagBank, criar um link com o valor da compra e encaminhar para o cliente fazer o pagamento. Pronto!

 

você tem duas opções à disposição: separar os itens pedidos pelo cliente para que ele possa fazer a retirada rápida ou usar um sistema de delivery de sua confiança para entregar os produtos ao consumidor.

E por falar em delivery, não se esqueça de conferir as praticidades que um menu virtual oferece para quem quer vender cada vez mais usando a tecnologia. O PagBank tem à disposição de seus clientes o Pede Fácil, uma ferramenta bem simples para você criar o seu “cardápio de produtos e serviços” que estão disponíveis para entrega em domicílio

O Pede Fácil é grátis! Você não paga nenhuma mensalidade e ainda descobre um jeito novo de apresentar seus produtos, gerenciar suas entregas e vender usando o melhor da tecnologia. Confira agora clicando aqui!

Não se esqueça do poder da loja virtual

As mudanças trazidas pela quarentena terão reflexos permanentes na maneira como compramos. Muita gente demorou para conhecer a praticidade das vendas online, porém, agora não quer mais saber de outro jeito de comprar.

O isolamento acabou sendo um grande convite para as pessoas descobrirem o poder das lojas virtuais e das vendas remotas, e você que é um lojista antenado com essas mudanças não pode descartar a força do e-commerce.

Mantenha uma loja virtual ativa. Assim, você vai conseguir vender para quem quer ir até o seu estabelecimento e também para aquelas pessoas que ainda não estão se sentindo seguras para sair do isolamento. 

A nossa dica para quem quer montar uma loja virtual sem complicações é usar o PagVendas. Com ele, você pode criar sua loja sem precisar se preocupar com a construção de um site complicado.

Além disso, você conta com uma solução tudo-em-1 pra lá de completa: controle total da frente de caixa, controle de estoque, cadastro de clientes, plataforma de pagamento para receber pelas vendas, relatórios de vendas com gráficos e até controle de fiado. E o melhor disso tudo? É grátis!

Corra logo para conhecer o PagVendas, monte sua loja agora mesmo e garanta uma plataforma de gestão completa!

 

Mantenha as máscaras faciais de proteção

Assim como todas as medidas citadas acima, a máscara de proteção deve ser adotada integralmente tanto pela equipe, quanto pelos consumidores. Exigi-la é um ato essencial para evitar a disseminação da COVID-19 e manter-se de acordo com as recomendações dos órgãos de saúde.

Por isso, deixe essa mensagem clara na entrada do seu estabelecimento e evite desentendimentos. 

Inclusive, oferecer máscaras de pano, por exemplo, é uma excelente oportunidade de renda extra, uma vez que todos necessitam delas para a circulação. Confira também como vendê-las aqui.

Reabra com responsabilidade e segurança

Por fim, o momento traz otimismo, mas, para que possamos seguir vencendo a batalha, é essencial que a abertura das lojas, bares, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais seja feita com muita responsabilidade por parte dos empreendedores. 

Seguir com as dicas acima é uma atitude sensata, responsável e que demonstra a sua preocupação e empatia com o bem-estar dos seus clientes — e com a sociedade.

E se você está em busca das melhores soluções de vendas para o seu negócio e também para gerenciar o seu dinheiro, não se esqueça de baixar o super app PagBank para ter um banco completo, com número de agência e conta, totalmente grátis. 

Dentro do super app, além de ter acesso a diversas ferramentas citadas ao longo desse texto, você também deixa o seu dinheiro em uma conta que rende 10% mais que a poupança!

O PagBank é um banco completo à sua espera. Imagine ter todos os serviços que um banco oferece — como TEDs grátis e ilimitados, pagamento ilimitados, cartão internacional e muito mais. Tudo na palma da sua mão e sem precisar pagar nada por isso!

Venha já para o PagBank!