Não importa qual é o seu segmento: é necessário manter sua loja e as maquininhas sempre higienizadas. Em 2020, com o surto do novo Coronavírus, aprendemos uma série de práticas para adotar em nossas vidas pessoais – como lavar sempre as mãos e evitar colocá-las no rosto. Porém, a prática da higienização também precisa fazer parte da rotina do seu negócio.

Se a sua loja ainda está aberta neste momento difícil, é importante manter o ambiente limpo para enfrentar a pandemia e evitar a propagação do vírus (a gente não quer que nossos clientes ou funcionários adoeçam, certo?). Se ela está fechada agora, será importante higienizá-la completamente na hora de reabrir para o público.

Depois que essa crise passar, essas medidas de higiene devem ser mantidas – seja para impedir o retorno do vírus ou a propagação de um novo surto, seja como um diferencial para atrair e manter clientes, que devem estar mais atentos a isso quando voltarem a circular normalmente.

Abaixo listamos algumas dicas de como higienizar equipamentos eletrônicos (incluindo as maquininhas) e manter o seu ambiente de trabalho longe de doenças.

Juntamos as melhores dicas para você:

 

Equipamentos desligados

Na hora de higienizar equipamentos, desligue os aparelhos! Isso traz mais segurança para quem estiver limpando e diminui as chances de danificar o aparelho eletrônico. Se for possível, tirar a bateria para limpar, é melhor. Porém, alguns equipamentos mais modernos não têm essa possibilidade – casos de muitos celulares smartphones e da Moderninha X, por exemplo.

Para evitar o toque dos clientes na sua Maquininha do PagSeguro, você pode oferecer pagamentos gerando um QR Code, por aproximação (NFC) ou ainda a partir do Link de Pagamento pelo PagBank.

Use álcool 70%

Para combater vírus como o que causa a Covid-19, o ideal é usar álcool 70% em gel, de acordo com instituições como o Conselho Federal de Química (CFQ) e a Organização Mundial de Saúde (OMS). Um álcool com uma porcentagem menor pode não ser eficiente para sua higienização e se for com uma gradação muito maior, ele evapora muito rápido, o que pode não funcionar também.

Na hora da aplicação, o melhor jeito é usar um pano de microfibra embebido no álcool – evite aplicar diretamente e em grandes quantidades. Lembre-se que molhar a sua maquininha e os outros equipamentos pode causar danos. Se você não tiver um pano disponível, também pode usar um algodão. Eventualmente, até a ajuda de um palito de dente pode ser útil para que a sua limpeza seja ainda mais impecável.

Cuidado com os conectores

Os conectores são os lugares onde há encaixe de algo: pode ser o buraco onde o fio de energia ou da linha telefônica é plugado, pode ser aquela parte dourada onde a bateria é encaixada.

As telas e superfícies plásticas normalmente estão expostas, mas os conectores, não. Há um motivo para isso: essas partes são mais sensíveis e têm correntes elétricas mais constantes por ali. Por isso, é um problema se elas estiverem úmidas (ou molhadas) quando o aparelho é ligado – algo que pode até causar danos ou acidentes, dependendo do dispositivo.

Limpe os cabos

Quando a gente fala em higienização dos equipamentos, temos que pensar no todo: fios e cabos também podem ser superfícies onde os vírus se propagam. Se os fios estiverem “escondidos” atrás de um balcão ou um móvel, há grandes chances deles não serem limpos com tanta frequência e estarem sujeitos ao acúmulo de pó. Pano com álcool nos fios e cuidado com os conectores valem aqui também!

Apesar de poder utilizar as maquininhas sem precisar ter algum cabo conectado a elas, não se esqueça que o cabo de energia também deve ser higienizado.

Repita o procedimento

Não é necessário fazer uma limpeza pesada mais de uma vez ao dia. Mas uma higienização simples não toma muito tempo. Deve ser feita, refeita e feita mais uma vez ao longo do dia. Estabeleça uma rotina para isso não cair no esquecimento e cobre seus funcionários – se tiver – para estarem sempre cuidando da desinfecção da sua loja.

Cuidado com seus funcionários

Se sua empresa tiver funcionários, fique atento e não deixe que eles venham trabalhar caso apresentem algum sintoma como febre, tosse ou coriza. O que pode parecer um prejuízo (ficar sem o funcionário) na verdade, pode ser uma economia financeira: uma pessoa doente pode contaminar outros colaboradores ou até clientes e o seu problema pode ser ainda maior. Deixe o funcionário se recuperar totalmente para que ele possa voltar a te ajudar assim que possível.

Disponibilize álcool em gel para seus clientes

Se você está fazendo sua parte para a limpeza da sua loja, faça com que seus clientes também tenham uma atitude parecida. Não precisa forçar ninguém, mas deixar álcool em gel em locais estratégicos, de fácil visualização e grande fluxo de pessoas já são atitudes suficientes para que seus clientes também se cuidem.

Se preferir, você pode colocar placas incentivando os bons hábitos dos clientes para que eles não propaguem nenhum vírus nem na sua loja, nem em casa. Além disso, demonstre a sua preocupação de higienizar o teclado da maquininha sempre após a utilização de algum cliente.

Utilize essas dicas para divulgar o seu negócio

Essa pode ser uma forma de divulgação interessante. Se você seguir todas essas dicas acima, divulgue essas ações aos seus clientes para mostrar a sua preocupação com a higiene e a propagação do vírus. Isso deixará eles mais tranquilos para ir à sua loja, com a segurança de que não estão em um local despreparado para esse momento delicado. Você pode se surpreender com o resultado dessa divulgação.