Golpe DAS MEI: veja como não cair nessa fraude e perder dinheiro!

Resumo do texto

  • Veja como funciona o Golpe da Guia DAS MEI;
  • Saiba como identificar uma guia falsa;
  • Aprenda a emitir a guia pelos canais oficiais.

 

Os empreendedores que optam pelo Simples Nacional estão sendo alvos de um novo golpe, o Golpe da Guia DAS MEI.

Entenda como funciona esse crime e saiba como não cair nessa!

Golpe DAS MEI

Golpe do MEI: cuidado na hora de pagar a Guia DAS!

O Golpe da Guia DAS MEI acontece com o envio de uma correspondência falsa. Nele, aparece como remetente “Simples Nacional” e a única forma de pagamento disponível é o PIX.

Como ninguém quer ter problemas com um Órgão Federal, a tendência é querer pagar, para não ter mais prejuízos depois. E, na hora de fazer o pagamento via Pix, o empreendedor se depara com a empresa SIMPLES PAGAMENTO ONLINE LTDA, uma instituição privada. A coincidência no nome da empresa foi pensada justamente para iludir as pessoas.

Alerta de Golpe: veja como identificar a guia falsa

Reconhecer o documento falso pode ser difícil, já que ele vem com a logomarca da Receita Federal e do Simples Nacional. Mas, a impossibilidade de pagar por outros meios que não sejam o Pix, deve acender um alerta ao empreendedor.

Além disso, antes de realizar qualquer pagamento, você pode conferir se realmente há alguma dívida existente. Para isso, use sempre os canais oficiais do Simples Nacional, como:

Guia de Pagamento MEI: veja como emitir sem risco de fraude

Se você é MEI e desconfia que está com dívidas ou recebeu uma correspondência, consulte os canais oficiais apresentados acima. Neles, é possível saber os valores, prazos e formas de pagamento disponíveis.

O DAS é obrigatório e deve ser pago mensalmente. É através dele que o empreendedor paga os impostos e tributos necessários. Nele, estão incluídos o ICMS para indústria e comércio, o ISS para serviços e o INSS (referente ao salário mínimo).

Veja como é simples emitir a guia para não cair em fraudes:

  1. Acesse a área do empreendedor no site do Governo Federal;
  2. Clique no campo Já sou MEI;
  3. Clique na opção Pagamento de contribuição mensal;
  4. Agora basta escolher a forma de pagamento e seguir as indicações do site.

É possível parcelar o pagamento. Essa opção estará disponível seguindo o mesmo passo a passo citado acima.

Se você recebeu um documento similar ao mostrado na imagem acima, não faça o pagamento logo de primeira. Acesse um dos portais oficiais para confirmar a existência de um débito. Caso ela exista, use os mesmos canais oficiais para emitir o boleto e quitar a dívida.

E, se você ainda tem mais dúvidas sobre as obrigações e deveres do Microempreendedor Individual, confira o Guia completo com as principais dúvidas sobre MEI.