13º no bolso: 4 dicas valiosas para aproveitar bem essa grana extra (e fugir de dívidas!)

Se você trabalha com carteira assinada, chegou o momento de receber aquela grana extra tão esperada: o 13º salário! Você sabia que um dos objetivos do 13º salário é aquecer a economia no período de confraternizações? Por isso, parte dele é pago no fim do ano, bem perto das festas.

Ver o saldo da conta corrente mais gordinho que o normal é muito atraente (e, cá entre nós, dá uma vontade de sair gastando), mas não se iluda! Gastar essa grana por impulso e sem planejamento pode te levar a começar o ano nadando em um mar de dívidas.

A verdade é que janeiro começa com vários boletos batendo na porta: IPTU, IPVA, Imposto de renda, matrícula escolar, sem contar as contas rotineiras da casa e as dívidas acumuladas no ano anterior. Por isso, é importante você ter em mente o que fazer antes de sair gastando seu 13º!

Para te ajudar, selecionamos 4 dicas valiosas para usar esse benefício de forma inteligente:

#1 Coloque suas contas em dia.

Sabe aquelas dívidas que vamos empurrando com a barriga o ano todo (atire a primeira pedra quem nunca passou por isso em algum momento da vida…)? Antes de sair comprando presentes para todo mundo e aumentando a fatura do seu cartão de crédito ou diminuindo o saldo da sua conta corrente, dê uma boa olhada em suas dívidas.
Coloque no papel todas as suas contas atuais (como água, luz, telefone, internet e o que mais você tiver de gastos fixos), futuras (como compras parceladas), e faça a soma. Se, além dos gastos atuais você tiver muitas contas acumuladas, que tal usar parte do 13º salário para quitá-las? Separe parte do seu benefício e use para se livrar dessas pendências! Para começar o ano bem e manter uma vida financeira equilibrada é preciso se livrar de dívidas pendentes e usar uma fração do 13º pode ser uma saída.

#2 Compre, mas de forma inteligente.

Já é difícil não gastar com presentes no fim de ano, e com um dinheirinho extra no bolso, é quase uma missão impossível. O problema não é gastar com presentes, mas sim, gastar além do necessário.
Se você tem o costume de participar de amigos secretos e festas familiares, planeje quantos presentes precisará comprar e defina um valor para ser gasto em cada presente e ocasião. Aqui, o mais importante é ver se o valor total pré-definido está dentro do seu orçamento. Vale lembrar que apesar dessa época ser de confraternização, sua saúde financeira vem em primeiro lugar.

#3 Calcule os gastos do início do ano seguinte.

Ano novo, vida nova… mas as mesmas contas de sempre! As parcelas de IPTU e IPVA geralmente começam a ser cobradas em janeiro e, além disso, ainda têm matrícula e material escolar, uniforme, renovação de seguro, imposto de renda, entre outros gastos sazonais que ocupam grande fatia do orçamento. E, não tem jeito, esses gastos estão presentes sempre no começo de ano.
A dica de ouro é: Pague à vista somente aquilo que tiver um bom desconto! Como são muitos gastos e as vezes o desconto à vista não compensa (ou nem existe), parcele aquilo que puder sem juros. Se você é cliente PagBank e seu carro for de São Paulo, aproveite a nova modalidade de pagamento do super app. Agora, é possível fazer o pagamento do IPVA 2020 à vista (com desconto) ou parcelado (sem juros) pelo aplicativo. Dessa forma, você evita fila nos bancos. Se você ainda não é cliente PagBank, baixe o app e venha desfrutar dos diversos benefícios!

#4 Invista (mas não na poupança!)

Quando se fala em investir, a ideia que temos geralmente é que é necessário um valor alto para fazer esse dinheiro se multiplicar e que é complicado lidar com isso. Mas, essa ideia está equivocada. Indo direto ao ponto, você pode começar a investir com qualquer valor, o que importa é aplicar seu dinheiro em algo que realmente valha a pena. Por exemplo, a caderneta de poupança tem rendimento inferior ao da inflação. Isso significa que se você deixar seu dinheiro lá investido, na hora de retirar, terá perdido poder de compra pois ele não acompanhou o ritmo do mercado.
Outras formas de investir como Tesouro direto, CDB e Bolsa de Valores exigem acompanhamento mais de perto e certo conhecimento para manter o investimento seguro. Se você é do tipo de pessoa que não tem paciência (ou vontade, ou tempo…) para estudar sobre investimentos, mas quer ver sua grana rendendo bem todo mês, uma solução segura é deixar o seu dinheiro na Conta Digital Grátis PagBank – a conta rendeira que rende mais que a poupança, sem você ter que fazer nada. Ela foi feita para facilitar o seu dia-a-dia e garante rentabilidade para o saldo que fica parado.

Essas são algumas recomendações para se planejar e gastar de forma racional o seu 13º salário. Aprenda com as dicas e comece o ano no azul, sem passar aperto!

“Este canal tem como única intenção fornecer um panorama sobre as diferentes categorias de produtos de investimentos disponíveis no mercado. Os conteúdos não têm o objetivo de oferecer análise de valores mobiliários ou recomendações de investimento, considerando que os produtos apresentados podem não ser adequados aos objetivos, situação financeira ou necessidades individuais de cada usuário. O PagSeguro PagBank se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que decorram da utilização de seu conteúdo, bem como por eventuais informações fornecidas por terceiros, que não expressam a opinião do PagSeguro PagBank. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e as informações podem não estar atualizadas no momento exato da consulta do material. Antes de tomar qualquer decisão, é recomendado que o leitor busque orientação financeira independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto.”

  • Tags