Resumo do texto

  • Entenda o que é o CMV e como utilizar esta fórmula no seu negócio;
  • Veja como fazer o cálculo do CMV por mercadoria;
  • Saiba fazer o cálculo do CMV por saldo.

Conheça o Envio Fácil!

 

Qual é o custo de uma mercadoria? Para definir de forma exata o valor cobrado no seu negócio é preciso conhecer todas as despesas envolvidas na venda. E isso vai muito além do preço pedido pelo fornecedor.

Existe um cálculo para essa tarefa, chamado de Custo de Mercadoria Vendida ou CMV. Ele considera todos os gastos para produzir e armazenar o produto até que a venda aconteça.

Este conceito é bem importante e é com base nele que você será capaz de medir o lucro. Aprenda a seguir como calcular o CMV e quais são os fatores que entram nessa conta. 

Entenda o que é CMV e como ele ajuda na gestão do negócio

Quando seu negócio faz uma venda o valor é registrado no faturamento, certo? Mas esse dinheiro não conta todo como lucro. Antes disso, é preciso descontar todos os custos para saber qual foi o ganho real.

Mas, como saber esse ganho sem ter noção de todas as despesas?

O CMV serve para negócios que fabricam produtos e também para os que focam apenas em vender. Para quem é produtor, o cálculo ajuda a saber o custo de produção, já para os vendedores, deixa claro quanto se gasta ao armazenar os itens até serem vendidos.

Desta maneira você saberá quanto tempo o item ficou parado no estoque e como andam as vendas do seu negócio.

Pode acreditar: calcular o CMV vai ajudar a entender os resultados e pensar sobre o processo de vendas e reposição de mercadorias.

Como é feito o cálculo do CMV?

Existem duas formas de calcular o Custo de Mercadoria Vendida, por mercadoria ou por saldo. Mas, antes de chegarmos nas contas, veja quais são os fatores envolvidos nessa matemática toda:

  • Estoque inicial (EI): o valor de cada item armazenado;
  • Compras (C): compras feitas em um determinado período;
  • Devoluções de compras (DC): produtos que precisaram ser devolvidos ao fornecedor;
  • Devolução de vendas (DV): mercadorias que retornam ao estoque (seja porque o cliente recusou o recebimento ou por desistência da compra);
  • Estoque final (EF): valor referente ao estoque após um período de vendas, antes da reposição.

Cálculo por mercadoria

O CMV por mercadoria surge da soma entre estoque inicial, compras e devoluções de compras menos os valores de devolução de vendas e estoque final. Pode parecer complicado, mas para colocar em prática é só pegar suas anotações e ajustar cada número no local indicado da fórmula. Veja abaixo:

Fórmula do CMV por Mercadoria

CMV = EI + C + DC – DV – EF

Considere:

  • EI (Estoque Inicial)
  • C (Compras)
  • DC (Devoluções de compras)
  • DV (Devoluções de vendas)
  • EF (Estoque Final)

Exemplo

Vamos supor que seu negócio vende sapatos e, no começo do mês, contabilizou R$ 10 mil como estoque inicial (EI). Depois de 30 dias, fez um pedido ao fornecedor no valor de R$ 5 mil em compras (C). 

Imagine que, neste mesmo período, você precisou fazer R$ 500 em devoluções de compras (DC) ao fornecedor e teve R$ 200 de devolução de vendas (DV) dos clientes. Na hora de fechar a contagem do estoque, percebeu que sobrou um total de R$ 7 mil em estoque final (EF). Agora, vamos às contas:

CMV = 10.000 + 5.000 + 500 – 200 – 7.000

CMV = 15.500 – 7.200

CMV =  8.300

Este resultado significa que seu negócio investiu R$ 8.300 para vender todas as mercadorias ao longo do mês.

Cálculo por saldo

Aqui, o cálculo é mais simples e feito com base no fluxo de caixa, ou seja, vamos descobrir o valor médio que uma mercadoria custa para você.

Fórmula do CMV por Saldo 

CMV = EI + C – EF

Considere:

  • EI (Estoque Inicial)
  • C (Compras)
  • EF (Estoque Final)

Exemplo

Digamos que seu negócio vende artigos esportivos e começou o mês com R$ 15 mil em produtos no estoque inicial (EI). Durante 30 dias, foram feitos 2 pedidos de reposição, cada um no valor de R$ 2 mil (C). Ao fechar o mês, você contabilizou R$ 8 mil no estoque final (EF). Vamos ao cálculo:

CMV = 15.000 + 2.000 + 2.000 – 8.000

CMV = 19.000 – 8.000

CMV = 11.000

Este valor final mostra que você gastou R$ 11.000 desde a compra até a venda dos produtos, ou seja, esse foi o custo das mercadorias vendidas na sua loja.

Melhore a logística do seu negócio com Envio Fácil

A melhor forma de aumentar o fluxo de entrada e saída de produtos é realizando mais vendas e você pode impulsionar esse processo criando uma loja online.

Para te ajudar nisso, pense em como ter um frete barato e conte com o Envio Fácil. Com ele fica garantido:

  • economia na contratação do frete;
  • agilidade e segurança nas entregas;
  • rastreio do pedido;
  • proteção contra perdas e extravios;
  • abrangência em todo Brasil;
  • tranquilidade em calcular o CMV do seu negócio.

Conheça mais sobre o Envio Fácil!