Resumo do texto

  • Veja como gerenciar a entrada e saída de dinheiro do negócio;
  • Confira as vantagens de fazer um bom controle financeiro;
  • Saiba quais são as principais dicas para começar essa tarefa hoje mesmo.

Baixe grátis o super app PagBank!

 

Hoje vamos falar sobre controle financeiro. O nome pode até assustar os pequenos empreendedores e parecer algo complicado, mas você precisa esquecer essa ideia agora mesmo — e nós vamos explicar o porquê.

O controle financeiro ajuda a diminuir gastos e criar planos para resolver os problemas. Quando as vendas vão bem, ele serve para encontrar as melhores formas de investir pensando no crescimento, ou então na criação de uma reserva.

Já deu para entender que ele é bem importante, não é mesmo? Na verdade, descuidar das finanças é perigoso para seu negócio. Segundo dados do IBGE, quase metade dos comércios fecham as portas depois de três anos, e boa parte dos motivos para esse fim está no mau uso do dinheiro.

Você não quer fazer parte dessa estatística, certo? Então, prepare-se para encontrar a seguir as principais informações para aplicar o controle financeiro no seu negócio!

Quais são as principais vantagens de um método de controle financeiro para os negócios?

A tecnologia é grande parceira do empreendedor, por isso é preciso saber aproveitar. Para deixar o trabalho de gestão bem feito, vale a pena ter um método de controle financeiro. Veja as vantagens.

Melhoria no controle de fluxo de caixa

Deixa mais simples o registro das vendas e fica claro o vai e vem do dinheiro.

Dados estratégicos na sua mão

Registrar e controlar as informações. Com esses dados é possível criar relatórios de como vai o negócio, que ajudam a tomar a decisão certa para chegar nos objetivos.

Menos tempo gasto com gestão

O controle financeiro precisa de atenção para não ter erros, por isso calma, tire tempo para fazer essa tarefa. Com um modelo pronto é mais fácil, porque nele tudo fica anotado no lugar certo.

Menor risco de problemas fiscais

Mais controle significa mais certeza na hora de pagar obrigações fiscais. Quem sabe bem como estão as finanças consegue pagar as taxas sem erros e da melhor forma possível.

Qual o impacto do controle financeiro para o negócio?

Vamos dar um exemplo para entender o impacto positivo. É segunda-feira e você tem R$ 5 mil na mão para pagar contas, porém, viu que precisa de um pedido urgente com um fornecedor no mesmo valor. Então tem dinheiro para uma das opções: ou paga todas as contas de uma vez ou paga o fornecedor. E agora?

Olhando as anotações vê que consegue faturar R$3 mil até o fim da semana e que as vendas do cartão de crédito de R$2 mil vão cair na conta sexta-feira. Problema resolvido!

Dessa forma fecha negócio com o fornecedor e com o dinheiro que vai entrar paga todas as contas. Isso é controle financeiro! 

Iniciando o controle financeiro

Primeiro vamos começar com duas coisas que precisamos saber bem.

Fluxo de Caixa

O fluxo de caixa olha para as entradas e saídas de dinheiro e o valor que sobra depois disso. Fazer esse controle é simples, mas precisa de dedicação diária.

É uma tarefa que pede muita atenção e qualquer erro pode criar diferenças difíceis de entender depois. Por isso, sempre registre tudo, todos os dias.

Capital de giro

Define quanto o negócio precisa para pagar todos os custos. O capital de giro pode ser usado para todas as obrigações do negócio, como aluguel, salário, compra de estoque e contas. Porém, é preciso sempre recuperar esse dinheiro. 

É muito útil para evitar pagar juros. Imagine que precisa pagar um fornecedor no dia 10, mas ainda não conseguiu o valor que precisa através das vendas. Para fugir dos juros (e até mesmo desgaste na relação), você usa parte do capital de giro para quitar a dívida com o fornecedor e depois repõe quando tiver dinheiro suficiente.

Controle financeiro: dicas de gestão para pequenos negócios

Confira dicas práticas para seu negócio.

Analise frequentemente os gastos

Não adianta fazer o controle financeiro a cada dois meses. Em 1 ano muitas oportunidades de economizar dinheiro terão escapado das mãos. Por isso, é estar sempre de olho.

Analise as despesas do negócio pelo menos uma vez na semana, assim você se prepara para o mês seguinte e tem mais noção do quanto precisa vender para cobrir os gastos e ter lucro.

Crie metas

Comece a definir alguns objetivos, assim o controle financeiro fica mais fácil de entender, de acompanhar e te deixa mais animado para seguir passos que você mesmo criou.

Suas metas precisam ser:

  1. curtas e claras (ex: reduzir a conta de luz em R$ 30 no mês que vem);
  2. capazes de serem medidas (ex: vender pelo menos R$ 500 do produto A);
  3. possíveis de alcançar (nada de criar objetivo fora da realidade)
  4. importantes e que façam diferença (em vez usar a meta de “atender 10 pessoas” prefira “em 10 atendimentos fazer 7 vendas);
  5. de tempo em tempo (entender se são metas para uma semana, um mês ou um ano).

Separe custos

Separe os gastos entre:

  1. Despesas fixas que acontecem todos os meses com o mesmo valor (ex: aluguel, condomínio, salários, serviço de limpeza);
  2. Despesas fixas com valor variável (ex: água, luz, internet, matéria prima, comissões aos funcionários);
  3. Despesas incertas (ex: conserto de aparelho, manutenção do veículo de entregas, compra de computador para trabalho).

Fazer essa separação é o primeiro passo para ter noção sobre quanto é preciso receber para cobrir cada uma das despesas, especialmente as fixas, que não podem ser evitadas.

Mantenha negociações frequentes com os fornecedores

Esteja sempre aberto para negociar com novas empresas, escute as propostas e converse com os fornecedores para conseguir bons acordos. Negociar é muito importante para repensar os preços e oferecer melhores ofertas.

Faça uma boa gestão do estoque

Para fazer uma boa gestão do estoque, use as informações de vendas dos produtos. Assim poderá saber quais são os mais vendidos e fazer a reposição sabendo qual é o real volume de saída, não apenas o que gostaria que fosse.

Separe a pessoa jurídica e a pessoa física

Pequenos empreendedores costumam juntar as finanças pessoais com as do negócio. O melhor jeito de não perder o controle é fazer essa separação, tendo uma conta bancária para o seu CNPJ. Assim não se misturam contas pessoais e o dinheiro do negócio.

Defina o seu salário

Estabeleça o salário de dono — o conhecido pró-labore. Isso evita tirar muito dinheiro do negócio em meses de boas vendas e também te protege de ficar no vermelho se as vendas caírem. Sabendo quanto fatura por mês você consegue definir esse salário, ele vai entrar como custo fixo.

Atualmente os donos de negócios têm à disposição tecnologias que podem ajudar muito. Veja algumas opções do PagSeguro no celular para você fazer a gestão completa do seu negócio, na palma da mão.

  1. PagVendas para gerenciar o negócio de forma completa;
  2. Maquininhas do PagSeguro que aceitam as principais bandeiras de cartão e pagamentos via NFC e QR Code;
  3. Cliente PagBank pode usar o celular para resolver todas as questões bancárias, incluindo pagamentos e TEDs gratuitas e ilimitadas;
  4. Usar o Cartão Pré-Pago e o Cartão da Conta PagBank para controlar os gastos pessoais ou empresariais;
  5. Usar o PagBank para guardar seu dinheiro em conta que rende o dobro da poupança.

Esses são alguns exemplos de saídas que nós temos para beneficiar e simplificar o seu dia a dia, dando mais controle para a gestão das finanças, tanto pessoais quanto profissionais.

Pronto para um controle financeiro descomplicado?

Para te ajudar nessa importante tarefa, o PagVendas é seu maior aliado. É a nossa plataforma tudo em um para administrar o negócio por completo, que te coloca sempre em dia com as informações financeiras e tudo o que é importante para o negócio.

Tem tudo no mesmo lugar:

  • controle de frente de caixa em tempo real;
  • registro de produtos;
  • gestão de estoque;
  • registro de contatos de clientes;
  • gerenciamento das vendas, inclusive vendas fiadas;
  • criação de Loja Online;
  • emissão de notas fiscais;
  • extração de relatórios de vendas.

O PagVendas já vem instalado nas Moderninhas X, Smart e no PagPhone, mas pode ser acessado via aplicativo e também pelo computador. Que tal contar com um gerente digital completo no seu negócio ainda hoje?

Descubra tudo sobre o PagVendas!