Resumo do texto

  • Descubra o que é preciso para fazer um bom controle de estoque;
  • Veja o que o seu negócio ganha com essa prática;
  • Conheça o PagVendas e saiba como ele pode contribuir para o seu controle de estoque!

Tudo para a gestão do seu negócio em um só lugar

 

O seu estoque precisa da sua atenção. Quando você não cuida bem dele, vários problemas podem surgir:

  1. Você pode perder o controle sobre as quantidades dos produtos;
  2. Existe o risco de comprar poucas unidades de produtos que saem mais e muitas unidades que vendem menos;
  3. Produtos podem ficar perdidos, sem você saber que eles estão ali;
  4. Produtos com data de vencimento podem estragar.

Para te ajudar a evitar situações como essas e os prejuízos que elas causam, preparamos este post sobre controle de estoque, sua importância e como se dar bem na prática de organizar entradas e saídas de produtos. Acompanhe!

O que é controle de estoque?

O controle de estoque existe para monitorar e melhorar o estoque do seu negócio. É um jeito prático de garantir o equilíbrio entre a saída de produtos e a reposição deles, o que é fundamental para nunca perder vendas.

Além disso, a gestão do estoque faz bem para o seu caixa, pois evita prejuízos como perda e/ou vencimento de produtos. E, junto com tudo isso, ainda facilita a organização do espaço do estoque e ajuda nas estratégias de vendas.

Com o controle de estoque em dia você consegue:

  1. Saber quais produtos vendem mais;
  2. Quais são os itens que não tem uma saída muito boa;
  3. Controlar todas as datas de vencimento dos produtos para reduzir as perdas;
  4. Criar boas estratégias para vender seus produtos, criar promoções e, claro, negociar com fornecedores.

Como fazer uma boa gestão de estoque

Veja as dicas abaixo e aprenda o que não pode faltar na hora de cuidar do seu estoque.

1. Controle as quantidades para gastar direito

Uma das coisas que mais consome o dinheiro do caixa é a reposição do estoque. Repor o estoque costuma gerar um gasto grande, por isso, você precisa ser certeiro nos seus pedidos.

Você não deve usar a sua intuição na hora de repor o estoque, isso pode gerar erros como sobra ou falta de produtos, e nas duas situações o seu negócio sai perdendo.

Para não comprometer as finanças, anote todas as vendas e conte todos os itens do seu estoque. Após, crie o hábito de vender e dar baixa no estoque logo em seguida. Fazendo isso você consegue controlar as quantidades e analisar o que tem uma boa saída e quais itens estão parados no estoque.

2. Faça uma estimativa das vendas

As estimativas de vendas servem para você ter uma noção sobre quantas unidades de um produto são vendidas por dia/mês e quando você vai precisar repor seu estoque.

Quem faz esse tipo de projeção consegue controlar melhor o negócio, evitando a falta de produtos e sempre fazendo a reposição nos melhores dias (ou seja, aqueles que você tem mais dinheiro em caixa).

Imagine que seu negócio tem no estoque 50 pares de tênis cuja média de vendas é de 10 pares por dia. Isso significa que você precisará fazer um novo pedido ainda nessa semana, caso contrário, você corre o risco de ficar sem o produto.

A projeção também serve para acertar em cheio no pedido de reposição e evitar pedidos pequenos demais ou muito exagerados. Isso contribui muito para melhoria das finanças, sem falar que evita desperdícios.

3. Peça na hora certa

Você não pode deixar a reposição do estoque para última hora. Quem vende até a última unidade antes de fazer um novo pedido corre o risco de passar dias sem conseguir vender para os clientes. E caso aconteça algum atraso, seu negócio terá um prejuízo ainda maior.

Para não correr esse risco, basta fazer uma boa gestão do seu estoque e você conseguirá saber até quando os produtos poderão durar e quais  são os melhores dias para fazer pedidos com os fornecedores.

Fazer pedidos com antecedência é muito importante, ainda mais em momentos estratégicos, como nos dias que antecedem o Dia dos Pais, o Dia das Crianças ou o Natal. Em datas importantes é comum que os fornecedores trabalhem dobrado, com entregas agendadas e com quantidades limitadas.

Você não quer correr o risco de ficar sem aquele item que vende bem, não é mesmo? Então, nossa dica é: planeje suas reposições para nunca ficar desabastecido.

4. Não tenha medo de negociar com fornecedores

Não tem como cuidar do estoque sem fazer negociações com fornecedores. Para garantir os melhores preços e prazos de pagamento, o caminho é um só: negociando. Você não pode ter medo e muito menos vergonha de negociar com seus parceiros.

Negociar não é crime e te dá a oportunidade de economizar um pouco ou, pelo menos, dá a chance de garantir datas de pagamento que casam bem com o seu orçamento do mês. Não tenha medo de pedir desconto, aumento no prazo de pagamento e coisas do tipo.

Mas cuidado para não forçar muito a negociação. É preciso buscar um equilíbrio, um acordo que seja bom para os dois lados. O fornecedor não quer perder o cliente, por isso, ele vai ouvir sua proposta, mas você precisa entender quais são os limites dessa negociação para não perder um bom parceiro de fornecimento.

5. Use a tecnologia para controlar o estoque e faça revisões

Papel e caneta é coisa do passado! Hoje em dia, você pode usar ferramentas que ajudam a gerenciar o seu estoque, como o PagVendas, ou uma planilha no Excel, o que importa é deixar esse processo mais prático.

Se você ainda não usa nenhuma ferramenta, baixe grátis essa planilha de controle de estoque. Ela vai facilitar o seu dia a dia e servir como base para suas análises!

Pontos positivos

O principal benefício de manter um controle de estoque em dia é o controle de gastos. Isso já é uma grande vantagem, mas não é a única. Uma boa gestão de estoque permite que você:

  1. Controle melhor as vendas;
  2. Conheça os produtos mais vendidos (e também aqueles que não são muito populares entre os clientes);
  3. Consiga pensar em boas promoções para fazer queima de estoque;
  4. Crie boas ofertas para os clientes;
  5. Defina o preço certo para seus produtos.

Para quem trabalha com produtos com vencimento, o controle do estoque ainda ajuda a evitar perdas e multas. Produtos fora do prazo geram multas, e a Vigilância Sanitária pode te impedir de vender por um tempo, o que seria um pesadelo para o seu bolso.

Melhore o gerenciamento do seu negócio por inteiro!

Cuidar do estoque é muito importante, mas só esse cuidado não é o bastante para seu negócio ter sucesso. Você precisa se preocupar com:

  1. Volume e controle das vendas;
  2. Fluxo de caixa;
  3. Controle de pagamentos;
  4. Emissão das notas fiscais;
  5. Gerenciamento dos contatos dos seus clientes;
  6. Relatórios para checar a saúde do negócio;
  7. Entre outros.

Uma empresa que cuida de todos esses fatores consegue desbancar a concorrência e ter mais sucesso na hora de vender e usar bem o seu dinheiro e você não precisa encarar tudo isso sem ajuda.

O PagVendas é a nossa ferramenta completa para você cuidar do seu negócio e dar conta de todas as tarefas listadas ali em cima. Ele foi criado pensando em você, que quer vender bastante, mas sem deixar de cuidar de cada detalhe do seu negócio.

Se você trabalha com uma Moderninha Smart ou Moderninha X, saiba que o PagVendas já está em suas mãos!

Além de todas as ferramentas de controle, o PagVendas permite que você crie uma Loja Online para o seu negócio, tudo com comandos bem simples e de um jeito super prático.

Preparado para melhorar o controle do estoque e a gestão do seu negócio como um todo? Clique no link abaixo para descobrir tudo o que o PagVendas oferece para a sua rotina de controle e administração.

Conheça tudo sobre o PagVendas