Resumo do texto

  • Saiba quais fatores essenciais você deve considerar quando o assunto é rendimento de dinheiro;
  • Veja 4 bons motivos para não deixar o seu dinheiro parado;
  • Descubra como os CDBs PagBank ajudam você a cuidar do seu dinheiro da melhor forma possível.

Baixe já o super app PagBank!

 

Quando sobra dinheiro no final do mês, que destino você dá a ele? Para muitas pessoas, nada é mais importante do que guardar uma pequena quantia por mês e aumentar seu patrimônio pessoal, mas, deixar o dinheiro parado não é a melhor forma de ampliar sua reserva. O ideal é investir!

Dinheiro parado perde valor e não gera nenhum retorno para o seu bolso, diferente de uma aplicação financeira. Quando você investe, surge a possibilidade de multiplicar seu dinheiro sem que seja preciso fazer grandes esforços, como trabalhar mais horas por dia ou melhorar os resultados do seu negócio.

Guardar dinheiro é uma atitude bem importante, e investir é uma escolha inteligente, seja para pensar no futuro ou para tirar do papel aquele plano da viagem perfeita ou a reforma da sua casa. Confira por que deixar dinheiro parado pode ser prejudicial para suas economias e aproveite para entender as razões que levam muitas pessoas a transformar sua reserva em investimentos.

Boa leitura!

Dinheiro parado na conta: vantagens e desvantagens

Vamos analisar quais são os pontos positivos e negativos de deixar dinheiro parado na sua conta bancária.

Vantagens

Praticidade e disponibilidade são os pontos positivos de deixar dinheiro na conta. Praticidade para gerenciar recursos e movimentar da forma que achar melhor. Disponibilidade porque sua reserva vai estar toda dentro da conta. Para quem prefere ter acesso total ao patrimônio, o dinheiro em conta responde bem.

Mas saiba que existem investimentos que conseguem oferecer uma boa disponibilidade. Um bom exemplo é a conta PagBank, que rende o dobro da poupança e permite que você use seus recursos quando quiser. Além da conta, há também o CDB de Liquidez Diária. Com ele, você investe sua reserva e consegue ter acesso a ela em até 24 horas após pedir o resgate do dinheiro.

Desvantagens

O primeiro ponto negativo de deixar o dinheiro parado na sua conta bancária tem a ver com o seu banco.

Nem todo banco oferece conta corrente com rendimento. Na verdade, a maioria das contas não possuem rendimento algum. Sendo assim, se você deixar 500 reais parados durante 2 anos, seu saldo não vai aumentar nem um centavo sequer. Na verdade, devido às taxas de manutenção de conta, seu saldo pode estar zerado ao final do período.

Mas a falta de rendimento não é o único problema. Existe também a inflação. A inflação faz seu dinheiro valer menos, ou melhor, as coisas ficam mais caras e seu poder de compra diminui. 

Imagine que você tinha mil reais guardado para comprar um celular e faltavam apenas R$300 para quitar o aparelho à vista.

Como não tinha o valor total, você resolveu esperar. Depois de alguns meses você volta à loja com os mesmos mil reais, mas percebe que agora faltam R$390 para comprar o aparelho à vista.

A inflação fez o preço do aparelho subir, mas sua reserva financeira não foi corrigida de acordo com o índice inflacionário e agora você está mais longe do seu objetivo do que estava antes.

Esse é o tipo de risco corrido por quem deixa dinheiro parado na conta. Ele não se multiplica e segue sujeito às variações da inflação e de outros índices que afetam nossa economia. Quando esses índices sobem, seu patrimônio não sobe junto, e automaticamente o dinheiro guardado perde valor.

Esse tipo de coisa acontece em investimentos também. A poupança é o melhor exemplo. Sua rentabilidade é menor do que o índice da inflação, por isso, deixar dinheiro parado na poupança é tão prejudicial quanto uma conta sem rendimento.

Por que você deve começar a investir hoje mesmo

Investir é uma forma simples de multiplicar seu patrimônio sem precisar trabalhar a mais por isso. Apesar de ser vantajoso, não são todos os brasileiros que aplicam suas reservas.

De acordo com a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA) apenas 9% da população investiu em produtos financeiros e 89% daqueles que disseram que investem estão apenas guardando dinheiro na poupança.

Esses dados demonstram que muita gente ainda não descobriu as vantagens dos investimentos, por isso, é importante reforçar as principais vantagens das aplicações.

Multiplicação do seu patrimônio

O principal objetivo de investir é multiplicar o patrimônio e fazer com que seu dinheiro trabalhe para você, contribuindo para aumentar sua reserva de um modo prático. Mas, para ter sucesso nessa missão, é preciso escolher bem as aplicações financeiras e entender que nem todas elas têm retorno garantido.

Se você quer aplicar e multiplicar seu dinheiro sem correr grandes riscos, o ideal é buscar investimentos em renda fixa, como os CDBs PagBank, que fazem sua reserva render o dobro da poupança. Conheça as nossas opções de CDBs:

Porém, se você não tem medo dos riscos e quer ter a possibilidade de ganhos superiores a renda fixa, o mercado de ações e outros investimentos de renda variável são o caminho certo.

Nossa dica é apenas para que você fique atento se for aplicar em renda variável, já que os investimentos podem desvalorizar e você perder parte da reserva aplicada. 

Separação dos recursos do dia a dia e da reserva financeira

A segunda vantagem que você precisa pensar é a possibilidade de separar a quantia que você quer guardar do restante do dinheiro que você vai usar no dia a dia.

Dentro da conta ficam misturados os valores de giro (que é o dinheiro que você usa para pagar suas contas, fazer mercado etc) e a sua reserva. Essa situação pode gerar uma pequena confusão, fazendo com que você gaste parte das suas economias sem perceber.

Quando você desloca essa grana para um CDB ou outra aplicação financeira, o valor investido é retirado da conta e direcionado para o produto escolhido. Com isso, o risco de usar sua reserva cai para zero, o que contribui para aumentar cada vez mais suas economias e evitar confusões.

Preparação para o futuro

Quem começa a investir cedo tem a possibilidade de ampliar seu patrimônio ao longo do tempo e construir um futuro mais confortável. Quem não constrói uma reserva pode enfrentar dificuldades financeiras mais adiante, especialmente após a aposentadoria, quando os ganhos são menores.

Além da preparação para o futuro, aumentar sua reserva é uma forma de estar cada vez mais preparado para qualquer situação de urgência que cruze seu caminho, como o desemprego ou a necessidade de comprar um bem de alto valor, como um novo carro ou um imóvel.

Bons investimentos são sinônimo de um futuro tranquilo, custeado pelo rendimento das suas aplicações. Viver de renda é o sonho de muita gente, com uma boa estratégia esse sonho pode sair do papel.

É possível investir com baixos riscos

Os investimentos oferecem riscos, e isso é um fato. Mas há opções seguras que oferecem risco quase zero, como os investimentos em renda fixa protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito ou do Tesouro Direto, que é um dos investimentos mais seguros do mercado.

Para quem não sabe, o FGC é uma instituição que atua protegendo os investidores em caso de perdas em aplicações de renda fixa como CDBs, LCIs, LCs e LCAs.

Aplicar em produtos com a garantia do FGC é uma ótima maneira de investir de forma segura, sem se preocupar em perder os valores aplicados. Em caso de problemas, o FGC garante o retorno do dinheiro investido, desde que o valor não ultrapasse R$ 250 mil por CPF.

Proteção contra a desvalorização

Quando você investe em um produto que rende acima da inflação, é feita uma proteção contra a desvalorização. A poupança rende muito pouco e dificilmente é capaz de fazer isso, muito menos aquelas contas bancárias que não oferecem rendimento, por isso, as aplicações financeiras são a forma mais simples de evitar que sua reserva perca valor.

E quando você investe em títulos que são indexados ao IPCA (índice da inflação) e mais uma taxa mensal de juros, você obtém o que os especialistas chamam de ganho real, ou seja, o investimento igualou  a inflação e rendeu um pouco mais.

Possibilidade de realizar seus sonhos e objetivos

Quem investe consegue aumentar seu patrimônio e, a partir desse ganho, é possível tirar do papel seus principais objetivos, como comprar  uma casa nova, fazer uma grande viagem ou trocar seu carro por um 0km.

Como começar a investir em 6 passos

Investir é uma escolha sensata e vantajosa para seu bolso. Se você se interessou por essa possibilidade, veja como começar a aplicar seu dinheiro em 6 etapas.

Defina suas metas

Para investir bem é preciso planejamento. O primeiro passo é listar seus objetivos. Quer comprar um carro? Garantir uma boa renda após a aposentadoria?

Tudo isso precisa estar no seu planejamento, tanto para que você possa calcular a quantia necessária quanto para escolher quais aplicações se encaixam nos seus planos e trazem o retorno que você deseja.

Faça um planejamento financeiro

Investir exige que você guarde um pouco do que ganha todos os meses e destine essa quantia para uma aplicação. Isso significa que você precisa fazer um plano de gastos para que sempre sobre um pouco por mês.

A melhor forma para economizar é controlando e mapeando todos os seus gastos, tanto os fixos quanto os variáveis. Faça as contas, some os gastos fixos e crie uma margem para os variáveis, sempre tendo em mente uma quantia restante para ser aplicada.

E aqui entra um outro desafio: tente poupar cada vez mais! Conforme você cria o hábito de controlar suas finanças, essa tarefa fica mais clara e fácil de ser feita. É claro que alguns sacrifícios serão necessários, porém, com um bom plano financeiro você será capaz de poupar e ainda consumir aquilo que gosta.

Mas saiba que não é preciso muito dinheiro para começar a investir. Os CDBs PagBank são um exemplo. Com apenas R$ 1 você já pode aplicar e colocar seu dinheiro em um produto que rende o dobro da poupança.

Pesquise e estude sobre investimentos

Para saber quais aplicações estão adequadas ao seu plano será preciso pesquisar o mercado financeiro. Existem muitas opções à disposição, e cabe a quem investe escolher as que fazem mais sentido para o seu planejamento.

A internet é um ótimo local para pesquisar sobre as aplicações de renda fixa e variável, tanto para conhecer como elas funcionam quanto para entender suas regras de aplicação, valores mínimos e taxas de rendimento.

O melhor investidor é aquele que se preocupa com o destino do seu dinheiro. Reserve um tempo para analisar as opções e fazer suas escolhas com sabedoria. E não se esqueça que, tão importante quanto conhecer os investimentos, é diversificar suas aplicações.

A diversificação dos investimentos é a melhor forma de potencializar os ganhos e reduzir as perdas.

Conheça seu perfil de investidor

Você prefere correr riscos para conseguir uma rentabilidade maior ou quer multiplicar sua reserva pouco a pouco sem correr riscos? A resposta para essa pergunta já direciona um pouco do seu perfil de investidor.

Os perfis de investidor se dividem em iniciante, conservador, moderado e experiente. O consevador busca segurança e estabilidade acima de tudo, o moderado tem uma tolerância média aos riscos e prefere arriscar apenas parte de sua reserva.

Já o arrojado é aquele que não tem medo das perdas e mira os ganhos mais altos, mesmo que isso coloque sua reserva financeira sob um risco maior.

Para entender tudo sobre os riscos do mercado financeiro, confira este artigo do nosso blog.

Procure uma instituição para investir

Depois de traçar seus planos, organizar suas finanças, definir seu perfil e escolher os investimentos, chega a hora de partir para ação. Para aplicar, é preciso contar com uma instituição financeira, como um banco ou corretora.

Analise quais são as suas possibilidades e tenha certeza de investir em uma instituição confiável. O PagBank é um bom exemplo. Nossos CDBs contam com a garantia do FGC e temos uma excelente nota no índice de Basileia, que mede a capacidade financeira dos bancos honrarem seus compromissos com os investidores.

Crie sua conta, escolha os produtos e invista

Uma vez escolhida a instituição onde você vai investir, será preciso criar a sua conta, selecionar os investimentos e confirmar a aplicação. Mais uma vez, fique atento na sua escolha. Algumas instituições cobram taxa de corretagem e de administração dos investimentos. Você precisa saber quais são essas taxas para reduzir seus custos e escolher as melhores oportunidades.

Cuide do seu dinheiro da melhor forma possível, seja cliente PagBank

Seja qual for o seu objetivo financeiro, saiba que estamos à sua disposição para ser o seu aliado nessa importante missão de cuidar bem do dinheiro. Só aqui você encontra um banco completo e grátis na palma da sua mão.

Cliente PagBank pode contar com facilidades como a conta onde seu dinheiro rende o dobro da poupança, as TEDs grátis e ilimitadas, os Cartões Internacionais sem tarifas, a possibilidade de parcelar suas contas em até 12x usando o cartão de crédito de qualquer banco e, claro, os CDBs PagBank.

Clique aqui e confira todas as opções de CDB PagBank. Todos são garantidos pelo FGC e podem ser contratados direto pelo super app. É só acessar o menu de Produtos e escolher a opção Aplicar meu dinheiro. Em seguida, confira os CDBs e as regras de aplicação e escolha aquele que melhor se encaixa no seu planejamento.

Gostou das possibilidades? Tudo começa baixando nosso super app PagBank!

Baixe agora e crie uma conta PagBank grátis!

“Este canal tem como única intenção fornecer um panorama sobre as diferentes categorias de produtos de investimentos disponíveis no mercado. Os conteúdos não têm o objetivo de oferecer análise de valores mobiliários ou recomendações de investimento, considerando que os produtos apresentados podem não ser adequados aos objetivos, situação financeira ou necessidades individuais de cada usuário. O PagSeguro PagBank se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que decorram da utilização de seu conteúdo, bem como por eventuais informações fornecidas por terceiros, que não expressam a opinião do PagSeguro PagBank. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e as informações podem não estar atualizadas no momento exato da consulta do material. Antes de tomar qualquer decisão, é recomendado que o leitor busque orientação financeira independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto”.