CDB x Poupança: Qual é o melhor, Diferenças e Tabela Comparativa

Desde que o mundo é mundo as pessoas encontram formas de poupar. Primeiro, a solução encontrada foi guardar em casa, num cofre ou debaixo do colchão mesmo. Depois surgiram os bancos e suas soluções, como as contas correntes.

O tempo passou mais um pouco e surgiram novas maneiras de guardar dinheiro. Uma das opções mais populares é a poupança, um jeito bem simples e conservador de aplicar seus ganhos financeiros — e ainda receber um pequeno rendimento sobre os valores depositados.

Quem tem um dinheirinho guardado e quer fazer com que ele renda um pouco a cada mês precisa escolher qual caminho seguir, já que a poupança não é a única alternativa para aplicar seu dinheiro atualmente.

Existem outros formatos mais vantajosos que a poupança, como os CDBs, que também são conhecidos e utilizados no Brasil. A questão é que muita gente não sabe se vale mais a pena ter uma poupança ou aplicar seu dinheiro em um CDB.

São duas formas distintas de lidar com as suas economias. O uso de cada uma delas depende do seu perfil e objetivo. Por isso, confira abaixo as diferenças entre CDB e Poupança para entender e  tomar a melhor decisão de onde aplicar seu dinheiro.

O que é uma poupança?

Também conhecida pelo velho nome de “caderneta de poupança”, ela foi desenvolvida ainda nos tempos de D. Pedro II e seu objetivo era criar um jeito simples para que as pessoas pudessem guardar dinheiro no banco. Ela nada mais é do que um tipo de conta bancária, mas que tem uma pequena diferença em relação à conta corrente normal.

O foco de uma poupança é ser uma conta através da qual você junta dinheiro. Essa diferença existe porque a poupança é uma conta que tem rentabilidade. Todos os meses, é calculado uma espécie de juros sobre o valor que está lá guardado, e esse montante é creditado na conta. Este é o famoso rendimento.

O valor do rendimento é calculado sobre o quanto você tem na poupança a cada mês.

O que é um CDB?

CDB é a sigla utilizada para Certificado de Depósito Bancário. Ele nada mais é do que um tipo de aplicação de renda fixa de baixo risco e sem muita burocracia, que é bastante acessível para as pessoas que querem começar a fazer suas primeiras aplicações financeiras.

O CDB é um título emitido por um banco. Isso significa que quando você está aplicando em um CDB você está emprestando seu dinheiro para aquele determinado banco, e por esse empréstimo ele te paga uma taxa de juros, que é a remuneração. O banco usa esse dinheiro para que ele possa fazer diversas operações financeiras, mas tudo com garantia e segurança. Na prática, o banco é o canal entre quem tem dinheiro sobrando e quem tem dinheiro faltando. E, com isso, ele ganha a diferença de juros do que ele vai pagar para você e o que ele vai receber de quem emprestou.

Poupança x CDB: entenda as diferenças de uma vez por todas

Não queremos que você dê um tiro no escuro na hora de aplicar seu dinheiro, por isso, vamos apresentar agora as principais diferenças entre um CDB e uma poupança, a começar pelo fato de maior interesse: o rendimento.

1. Rendimento

Para que você saiba qual é a melhor opção, é preciso entender bem como funcionam os rendimentos da poupança e do CDB. Vamos começar com a poupança:

Como você já viu, a poupança deixa você fazer o saque sempre que quiser, mas, a cada movimentação antes do período de 30 dias, seu rendimento pode ser afetado. Vamos pensar assim, imagine que você aplicou mil reais no primeiro dia do mês. Um mês e quinze dias depois, você precisa fazer o saque.

Nestes 45 dias, você só recebeu o rendimento pelos 30 dias, ou seja, aqueles outros 15 dias que seu dinheiro ficou aplicado não serviram para nada. Esse é o grande problema da poupança.

Seu rendimento fica sempre preso ao “aniversário” da sua poupança, ou seja, se durante 29 dias você deixou um monte de dinheiro na poupança, mas resgatou uma boa parte um dia antes do “aniversário”, o valor do rendimento será calculado sobre a quantia que restou.

E o rendimento do CDB?

A rentabilidade do CDB é diferente da poupança. Primeiro, pois o CDB rende todos os dias, não tem a chamada data de aniversário, como a poupança. Além disso, a maioria dos CDBs são no formato pós-fixado atrelados ao CDI. O CDI é o principal índice de referência de rentabilidade das aplicações de renda fixa do país e esse é um indicador bem próximo ao indicador da poupança, que é a Selic.

Já que esses dois indicadores são bem próximos, poderíamos dizer que enquanto a poupança rende 72,5% do CDI, os CDBs precisam render mais do que isso para valer a pena.

2. Liquidez, Prazos e Carência

Quando falamos de liquidez, estamos falando sobre a capacidade de converter sua aplicação em dinheiro. Ou seja, é o prazo que você consegue se desfazer da sua poupança ou CDB para receber dinheiro em mãos.

A liquidez da poupança é diária, ou seja, se você precisar converter sua poupança em dinheiro, é possível fazer isso todos os dias. Mas, como já vimos acima, se você resgatar o valor antes da data de aniversário, você não recebe o rendimento.

Existem diversos tipos de CDB no mercado, desde aqueles que têm liquidez diária, aqueles que têm liquidez apenas depois da carência e aqueles que têm liquidez no vencimento, ou seja, é necessário esperar a aplicação vencer para receber seu dinheiro com os rendimentos. No momento de investir, é importante escolher aquele que combina melhor com seu perfil, prazo e objetivo.

3. Indicadores de rendimento

Antes de qualquer coisa, você precisa saber o que é a Selic. A Selic é a taxa básica de juros da economia no Brasil, utilizada como parâmetro pelos bancos para determinar a taxa de juros dos empréstimos diários que eles fazem uns aos outros.

Ela impacta diretamente seus investimentos de renda fixa, pois quando você investe você está emprestando o dinheiro para um banco, e em troca ele está te pagando uma taxa de juros. Essa taxa de juros tem como base a Selic.

Além da Selic, é importante que você saiba o que é CDI. O Certificado de Depósito Interbancário, é um importante indicador para os investimentos como o CDB. Ele fica bem próximo à Selic.

4. Tributação

É importante falar que o CDB é um tipo de aplicação com rendimento tributável. Ou seja, o Imposto é calculado apenas sobre os rendimentos obtidos com uma aplicação, isso significa que você não paga IR sobre o valor que foi aplicado, e sim sobre o valor de rendimento obtido.

A alíquota varia de acordo com o tempo que você fica com seu dinheiro aplicado. Veja a tabela regressiva do IR:

Deslize para mais informações
PRAZO DA APLICAÇÃO PERCENTUAL DE IR
Até 180 dias 22,5%
De 181 a 360 dias 20%
De 361 a 720 dias 17,5%
Acima de 720 dias 15%

Mas saiba que, mesmo com a tributação, ainda vale a pena aplicar no CDB em relação à poupança, pois o rendimento continua sendo maior.

Para mais informações tributárias, confira nosso FAQ!

5. Segurança

É importante falarmos sobre isso, já que muitas pessoas deixam o dinheiro na poupança por acreditar que ela oferece o único jeito realmente seguro para fazer isso.

Os investimentos em renda fixa também são seguros, pois são protegidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que funciona como um seguro, que caso haja algum problema com a instituição financeira que você aplicou.

E não se esqueça que estamos falando de uma aplicação de renda fixa, ou seja, nada daquela tensão de perdas e ganhos que acontece no mercado de ações, por exemplo.

Então, o CDB PagBank tem mais vantagens que a poupança?

Sim! Com essas informações, fica mais fácil entender que a poupança tem menos vantagens do que o CDB PagBank. Agora, é hora de juntar mais alguns fatos importantes para você captar que não vale nem um pouco a pena insistir na arcaica poupança.

Tabela comparativa CDB e Poupança

Veja abaixo uma tabela que concentra as principais informações sobre o CDB e Poupança,  assim, você consegue entender de um jeito simples as principais características e vantagens, do CDB PagBank:

Deslize para mais informações
CDB Poupança
Liquidez CDB Carência de 1 dia: liquidez diária após a carência

CDB 6 meses: liquidez no vencimento

CDB 1 ano: liquidez no vencimento

Os CDBs PagBank rendem todos os dias. Não possuem data de aniversário para o rendimento.

Diária.

Mas há data de aniversário para o rendimento, se o resgate for realizado antes desta data, a poupança não rende.

Carência mínima ✅ (Mínimo de 1 dia) para o CDB 110% do CDI. 🆇 (Sem carência, mas é preciso esperar pelo menos 1 mês para ter algum rendimento)
Segurança ✅ (Garantido pelo FGC) ✅  (Garantido pelo FGC)
Rentabilidade ✅ (CDB PagBank rende até 120% do CDI) 🆇 Variável
Facilidades PagBank ✅  (Aplique direto pelo super app da sua conta digital e ainda ganhe um cartão de crédito internacional grátis para diversas aplicações) 🆇 (O PagBank não trabalha com poupança.
Quando rende? ✅  Todos os dias 🆇 Apenas na data de aniversário (mensal).
Quando rende? ✅  Todos os dias 🆇 Apenas na data de aniversário (mensal).

Vá de CDB, e conte com a gente!

Já deu para entender que dinheiro na poupança virou perda de tempo, não é mesmo? Então, agora é o momento para pensar um jeito novo e mais lucrativo de guardar suas economias.

Veja abaixo uma tabela que concentra as principais informações sobre o CDB e Poupança,  assim, você consegue entender de um jeito simples as principais características e vantagens, do CDB PagBank:

Nossa dica é: abra uma conta grátis PagBank e aproveite para iniciar suas primeiras aplicações direto pelo super app  PagBank, que é tão simples quanto uma poupança e conta com toda a segurança que você precisa!

“Este canal tem como única intenção fornecer um panorama sobre as diferentes categorias de produtos de investimentos disponíveis no mercado. Os conteúdos não têm o objetivo de oferecer análise de valores mobiliários ou recomendações de investimento, considerando que os produtos apresentados podem não ser adequados aos objetivos, situação financeira ou necessidades individuais de cada usuário. O PagSeguro PagBank se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que decorram da utilização de seu conteúdo, bem como por eventuais informações fornecidas por terceiros, que não expressam a opinião do PagSeguro PagBank. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e as informações podem não estar atualizadas no momento exato da consulta do material. Antes de tomar qualquer decisão, é recomendado que o leitor busque orientação financeira independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto.”