Saiba como fazer renegociação de dívidas e tirar o nome do vermelho

Resumo do texto

  • Saiba como funciona a renegociação de dívidas;
  • Acompanhe o guia de como renegociar dívidas;
  • Entenda como renegociar débitos pode influenciar sua liberdade financeira.

Abra já sua Conta Digital PagBank!

 

Quando fica difícil pagar dívidas acumuladas, a renegociação de dívidas pode te ajudar a recuperar o equilíbrio financeiro. Fazer um acordo com quem espera receber esse dinheiro permite um ajuste nos juros ou parcelas que cabem no seu bolso e planejamento.

Essa é uma ótima alternativa para tirar o nome do vermelho sem comprometer ainda mais o orçamento pessoal.

Aprenda a negociar uma dívida e alcance sua liberdade financeira.

O que é a renegociação de dívidas?

A renegociação de dívidas é um acordo feito com o objetivo de combinar novas condições de pagamento que facilitem a quitação das pendências financeiras.

Para muitas empresas, é mais vantajoso estender o prazo de pagamento e oferecer descontos do que ficar sem receber o valor, principalmente quando o devedor demonstra interesse em quitar seus débitos.

A pessoa endividada pode entrar em contato com o credor assim que houver o primeiro atraso para tentar encontrar uma solução. Porém, como a ideia é quitar a dívida, é preciso levar em consideração a situação financeira, então, em alguns casos, pode ser uma boa ideia esperar um momento favorável para renegociar.

Como saber se existem dívidas para renegociar?

O primeiro passo é acessar o Serasa Limpa Nome para saber se existe alguma dívida ativa no seu CPF. Lá você vai ver qualquer débito em seu nome, como cartão de crédito, contas em atraso, boletos vencidos e dívidas bancárias.

Fazer a consulta é bem simples:

  1. Entre no site do Serasa Limpa Nome;
  2. Digite seu CPF e clique em consultar grátis;
  3. Caso não tenha uma conta, clique em “Criar uma conta”, no canto superior direito;
  4. Informe seus dados para criar a conta. É rápido e leva menos de dois minutos;
  5. Cadastro feito! Se houver alguma dívida em seu nome, ela irá aparecer na tela.

Com essas informações, fica mais fácil visualizar para quem está devendo e o montante que precisa ser pago.

Veja as vantagens de fazer uma renegociação de dívidas

O principal benefício de renegociar as dívidas é se livrar de uma conta que está pesando no seu orçamento, porém, ele não é o único. Conheça outras vantagens:

Possibilidade de limpar o nome

Com o nome sujo, é mais difícil conseguir crédito, financiamentos e empréstimos. Mas, ao quitar suas dívidas, é possível regularizar sua situação financeira e evitar restrições.

Organização financeira

Geralmente, uma das condições negociadas é a extensão do prazo para o pagamento. Com isso, você tem mais tempo para organizar seu orçamento, quitando os débitos e evitando o acúmulo de novas dívidas.

Barateamento das dívidas

Durante o processo de renegociação, é possível conseguir descontos nos juros e nas parcelas. Isso significa que você pode substituir uma dívida de alto valor, por uma mais barata. Assim, o pagamento é facilitado e colabora positivamente com seu orçamento.

Traz uma maior racionalidade aos gastos

A experiência de renegociação de dívidas pode incentivar mudanças positivas na sua relação com o dinheiro, fazendo com que tenha mais cuidado com seus gastos e siga um planejamento financeiro.

renegociação de dívidas

Passo a passo para renegociar suas dívidas com eficiência

Não tem outro jeito: quitar as dívidas é um exercício de organização e comprometimento, além de ser sinônimo de  possuir o controle da sua vida financeira.

Confira os passos essenciais para sair do vermelho de vez.

1. Analise sua atual situação financeira

Comece fazendo uma análise da sua renda atual e despesas. Com essas informações, será garantido um maior controle sobre o que você deve e a quantia que pode destinar para os pagamentos a cada mês.

2. Escolha a melhor parcela para renegociar

Tente chegar a uma parcela que cabe no seu bolso e que faça sentido para sua realidade financeira. O objetivo é conseguir cumprir com o compromisso acertado na renegociação e não atrasar o prazo novamente.

3. Faça uma lista de priorizações

Liste também todas as dívidas que possui, com valores, prazos de pagamento e as condições originais. Priorize o pagamento daquelas que têm os juros mais altos para que ela não continue gerando encargos altos.

4. Solicite a renegociação da dívida

Entre em contato com a instituição responsável pela dívida, explicando sua situação financeira no momento e seu interesse em encontrar uma forma de quitar os débitos em seu nome.

5. Consulte mais de uma proposta

Não aceite a primeira proposta. Estude as condições oferecidas e veja se as parcelas irão caber no seu orçamento. É válido procurar outras alternativas de acordo de renegociação de dívida. Com o open banking, é possível levar um débito para outra instituição e procurar melhores condições.

6. Escolha a proposta mais adequada

Aceite a proposta que seja mais compatível com sua situação financeira. Lembre-se que é importante cumprir corretamente com as novas condições, então leve em consideração o valor das parcelas, prazos e taxas de juros antes de escolher.

Qual a importância de realizar uma renegociação para alcançar a liberdade financeira?

Quando demoram a ser quitadas, as dívidas se tornam uma bola de neve. Ao longo do tempo, os juros acumulam e aumentam o valor devido, o que dificulta ainda mais o pagamento.

A renegociação de dívidas é uma maneira de limpar seu nome sem comprometer totalmente seu orçamento. Assim, você pode organizar suas finanças e se planejar para evitar contas em aberto no futuro.

Dessa forma, você trilha o caminho em busca de liberdade financeira e pode aproveitar seu dinheiro da melhor forma possível.

Faça seu planejamento financeiro com o PagBank e evite dívidas!

Se você está querendo negociar suas dívidas, a última coisa que deseja é pagar taxas extras, certo? Então, aproveite a Conta Digital PagBank que não tem tarifas,  anuidade e te ajuda a se organizar.

Com ela você tem:

Simplifique suas finanças com a Conta Digital PagBank!

“Este canal tem como única intenção fornecer um panorama sobre as diferentes categorias de produtos de investimentos disponíveis no mercado. Os conteúdos não têm o objetivo de oferecer análise de valores mobiliários ou recomendações de investimento, considerando que os produtos apresentados podem não ser adequados aos objetivos, situação financeira ou necessidades individuais de cada usuário. O PagBank se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que decorram da utilização de seu conteúdo, bem como por eventuais informações fornecidas por terceiros, que não expressam a opinião do PagSeguro PagBank. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e as informações podem não estar atualizadas no momento exato da consulta do material. Antes de tomar qualquer decisão, é recomendado que o leitor busque orientação financeira independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto”.