Resumo do texto

  • Saiba como funcionam os Fundos de Investimento;
  • Descubra o que é um Fundo Multimercado e suas regras;
  • Conheça os diferentes tipos de Fundo Multimercado.

Conheça os Fundos de Investimento PagBank!

 

Sabe aquela ideia de não colocar todos os ovos na mesma cesta? Poucos produtos do mercado financeiro levam isso tão a sério quanto os Fundos Multimercado.

Dentro do chamado portfólio estão vários investimentos diferentes, que podem ser aplicações em renda fixa, ações, moedas estrangeiras e até cotas de outros fundos!

Aplicando você garante uma coisa: diversificação. E sabe qual é o efeito disso? Menos risco de perda e mais chances de rendimento.

Está começando a investir agora? Então confira nosso post para entender mais sobre os Fundos Multimercado e descubra se eles são boas opções para o seu plano!

O que são Fundos de Investimento?

Fundos de Investimento funcionam quase como um condomínio. Neste caso, cada morador paga uma taxa mensal, que serve para quitar salários, manutenção dos elevadores, conta de energia, etc.

Nos fundos, a taxa de condomínio é a cota de cada participante. Elas são usadas para aplicar em diversos produtos do mercado financeiro, e quem faz a administração do dinheiro é o síndico, conhecido como Gestor (ou equipe de gestão).

O que muda de um fundo para outro é, principalmente, quais são os produtos da carteira, além de outras regras, como tempo de participação e valor mínimo das cotas.

O que são Fundos Multimercado?

Eles são diferentes de Fundos de Ações e Renda Fixa que, como o nome já entrega, concentram a maior fatia das cotas em um só produto. Aqui a diversidade é a palavra-chave, por isso, a carteira é bem variada, focada em reduzir riscos e aumentar as chances de rendimento. 

Os Fundos Multimercado também dão a chance de aplicar em vários produtos diferentes de uma vez só, sem dar aquele trabalho de acompanhar vários investimentos ao mesmo tempo.

Tipos de Fundo Multimercado

Balanceados

Apresentam a estratégia antes de começar. Eles deixam claro qual será o peso de cada investimento na carteira.

Exemplo: 30% em renda variável, sendo 15% em ações e 15% em operações de câmbio. Outros 70% vão para renda fixa, sendo 40% para CDBs, 20% para Tesouro Direto e 10% em Letras de Crédito.

Dinâmicos

Não usam estratégia super definida como os balanceados. Em vez disso, trabalham com porcentagens mais amplas. Eles podem aplicar entre 20% e 50% em ações. Quem define a porcentagem é o gestor, e ele pode mudar sua decisão se achar necessário.

Exemplo: 40% para renda variável e 60% para renda fixa (perceba que não se define tanto quais são os produtos).

Livres

Têm mais liberdade para mexer na proporção dos investimentos. Tudo depende do caminho que o gestor vai escolher para alcançar um rendimento melhor.

Macro

Esses fundos focam em estratégias de médio e longo prazo, aplicando em investimentos que têm vencimentos maiores. A ideia é oferecer retorno ao longo do tempo. 

Trading

Aqui o foco é no curto prazo. Nos Fundos Trading, o gestor aproveita oportunidades de rendimento com aplicações mais curtas.

Juros e Moedas

Focado em conseguir ganhos de longo prazo investindo em moedas e produtos atrelados a juros e inflação.

Como funcionam os Fundos Multimercado?

Rendimento

Fundos não têm garantia de rendimento, apenas previsões. E quando falamos de Fundos Multimercado isso fica bem complicado, já que existem produtos de renda variável na carteira.

O gestor pode até projetar o retorno sobre as aplicações de renda fixa que estão no portfólio, mas não há como fazer uma previsão geral.

Risco

Como existem aplicações em renda variável, os riscos são maiores do que aplicar em renda fixa. 

Por isso é tão importante conhecer o seu perfil de investidor antes de fazer escolhas. Você precisa saber qual é a sua tolerância aos riscos do mercado para tomar uma decisão que te deixa confortável.

Custos

Todo Fundo Multimercado cobra a taxa de administração, que serve para pagar pelos serviços da equipe de gestão. Pode haver também a cobrança da taxa de performance.

Ela é como um bônus pago aos gestores, caso o Fundo atinja rentabilidade maior do que o índice de referência usado como comparativo.

Impostos

Existem dois impostos aplicados: Imposto de Renda e IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

IOF só é cobrado em caso de resgate antes de 30 dias. Já o IR é proporcional ao tempo de investimento. Quanto maior for esse intervalo, menor será a porcentagem cobrada.

Clique aqui e tire suas dúvidas sobre a aplicação desses impostos. 

Conheça os Fundos de Investimento disponíveis no PagBank!

Fundos são alternativas para diversificar os investimentos, uma prática recomendada pelos maiores especialistas do mercado financeiro.

Com os Fundos de Investimento disponíveis no super app, você tem a oportunidade de fazer aplicações a partir de R$ 1. Veja as opções:

  1. Renda Fixa;
  2. Multimercado;
  3. Cambial;
  4. Ouro;
  5. Ações;
  6. Criptomoedas.

Todos são gerenciados por equipes especializadas, que focam na escolha estratégica dos investimentos para oferecer aos investidores as melhores oportunidades de rendimento.

Clique no link abaixo e saiba tudo sobre os Fundos de Investimento disponíveis no super app. 

Conheça os Fundos de Investimento disponíveis no PagBank!

“Este canal tem como única intenção fornecer um panorama sobre as diferentes categorias de produtos de investimentos disponíveis no mercado. Os conteúdos não têm o objetivo de oferecer análise de valores mobiliários ou recomendações de investimento, considerando que os produtos apresentados podem não ser adequados aos objetivos, situação financeira ou necessidades individuais de cada usuário. O PagSeguro PagBank se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que decorram da utilização de seu conteúdo, bem como por eventuais informações fornecidas por terceiros, que não expressam a opinião do PagSeguro PagBank. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e as informações podem não estar atualizadas no momento exato da consulta do material. Antes de tomar qualquer decisão, é recomendado que o leitor busque orientação financeira independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto.”