Planejamento Financeiro Familiar: o que é e como montar o seu

Resumo do texto

  • Veja como montar um planejamento financeiro familiar;
  • Aprenda a controlar gastos e criar um orçamento com sua família;
  • Confira dicas para envolver toda a família nessa prática. 

 

Pagar todas as contas e ter um dinheirinho no fim do mês pode ser um grande desafio para algumas famílias. No entanto, com um bom planejamento financeiro familiar é possível manter o saldo bancário no azul. 

Esse planejamento financeiro serve para organizar gastos, otimizar o orçamento, diminuir as despesas e ajudar a montar uma reserva econômica.

Veja a seguir dicas para montar o seu planejamento e como envolver toda a família nesse processo.

Boa leitura!

como montar planejamento financeiro familiar

Entenda porque você deve se preocupar com o Planejamento Financeiro Familiar

O planejamento financeiro familiar é uma estratégia que auxilia no controle das despesas. A partir de um bom plano, é possível equilibrar as contas, aliviar o orçamento e planejar o futuro.

De maneira geral, para fazer um planejamento financeiro familiar eficiente, é essencial 

anotar tudo que entra e sai, sem deixar nada passar, desde as despesas fixas como contas de energia e água, até o lazer, como passeios e idas a restaurantes.

Mas, por que isso é tão importante?

A resposta é bem simples e direta: porque com planejamento e organização, é possível enxergar para onde vai cada centavo do seu dinheiro. Assim, é mais fácil realizar sonhos e metas.

Além disso, um bom planejamento deixa bem claro se as contas estão de acordo com aquilo que recebem ou se será preciso cortar algumas coisas para não passar por apertos.

Quem deve ser a pessoa responsável pelo Orçamento da Família?

O ideal é envolver todos os membros no planejamento financeiro familiar. Para isso, é preciso fazer com que todos participem, assim fica mais fácil criar uma rotina.

No entanto, muitas pessoas cuidando do plano pode gerar confusão. Por isso, o mais indicado é definir uma pessoa para ser a “líder”, enquanto os outros também participam da tomada de decisões e ajudam a manter tudo em ordem.

Qual a importância de definir metas e objetivos para o planejamento?

Já ouviu aquela frase “uma meta sem um plano de ação não passa de um sonho.”? Sem estabelecer objetivos, o seu planejamento financeiro familiar ficará incompleto e ninguém vai seguir o plano.

Se toda a família não sabe onde chegar, fica complicado traçar o caminho, certo? Por isso, o melhor guia é estabelecer objetivos e metas. Por exemplo, todos querem viajar no final do ano. Para isso é preciso começar decidindo o destino, pesquisar os preços de estadia e alimentação do lugar até chegar em um orçamento.

Com ele em mãos, é hora de focar e ver quais gastos precisam ser enxugados para economizar e fazer essa viagem. 

Esse exercício pode ser feito com qualquer meta que vocês queiram alcançar. Dessa forma, fica muito mais fácil atingir os objetivos.

5 passos para criar o Planejamento Financeiro Familiar

Conheça cinco passos fundamentais para criar um planejamento eficiente com a família.

1. Anote todos os gastos

Todo planejamento começa por aqui. Saber quanto sua família gasta por mês é muito importante para entender o que pode ser cortado e quanto pode ser economizado.

Anote os seguintes gastos:

  • contas que chegam todos os meses com valor fixo: aluguel, condomínio, mensalidade de TV e Internet e mensalidade da escola e cursos dos filhos;
  • gastos mensais sem custo fixo: conta de água e energia e compras no mercado;
  • despesas variáveis: passeios, pedidos no delivery, restaurantes, compras no shopping e imprevistos (como conserto do carro ou alguma compra de emergência).

Para não esquecer de nenhum gasto, dê uma olhadinha nos comprovantes de pagamento de contas e extrato bancário. Isso ajuda a refrescar a memória.

2. Anote todas as receitas

Receita é todo dinheiro que cai na sua mão. Aqui entram os salários dos membros da família, já com todos os descontos, bônus e comissões, renda extra e até presentes. 

Se alguém recebe vale alimentação e/ou vale transporte, anote também, afinal, é mais um tipo de receita, mesmo que o dinheiro tenha um único destino.

Saber com precisão qual é a renda real de todos, torna o planejamento financeiro familiar muito mais fácil. Além de auxiliar na criação do orçamento, que veremos a seguir.

3. Crie o orçamento familiar

O orçamento da sua família precisa seguir uma regra básica: os gastos devem ser menores do que a renda mensal.

Se vocês já conseguiram encaixar as despesas, o próximo passo é definir como usar o dinheiro que cada um ganha. Todos devem separar uma quantia para ajudar na casa e outra que vai para a reserva.

4. Negocie com a família

A base de um bom planejamento é a conversa. Por isso, caso seja preciso cortar gastos, envolva todos nas escolhas. Escolher sozinho o que é ou não importante pode gerar discussões.

A ideia do planejamento familiar é a coletividade, por isso negocie, converse e explique a razão do corte de gastos. Se for preciso, faça uma votação e peça opiniões.

5. Mantenha a disciplina

Os planos e acordos feitos não podem ficar só no papel, cada um precisa fazer sua parte e ter disciplina para seguir com as metas.

Se você é o responsável por controlar as finanças, não tenha medo de cobrar a participação dos outros e, se for preciso, puxe a orelha de quem estiver pisando na bola.

4 dicas para manter seus filhos envolvidos no Orçamento Familiar

Veja algumas dicas de como envolver os filhos no planejamento financeiro familiar.

Use a mesada para ensinar

A mesada serve para seu filho fazer as primeiras escolhas financeiras. Você não deve só criticar, mas sim ensiná-lo como fazer melhor.

Mostre os erros e acertos e sempre reforce que tão importante quanto usar bem a mesada é guardar uma parte dela pensando no futuro.

Dê responsabilidade para todos: comece com o controle das contas de casa

Se seus filhos já são um pouco mais velhos, explique como ordenar e pagar as contas e dê essa responsabilidade para eles.

Dica: crie um quadro para anotar os valores e os vencimentos. Se for possível, deixe os mais velhos no comando disso para que eles aprendam um pouco sobre a responsabilidade de cumprir prazos.

Poupem juntos

Ajude seu filho a juntar dinheiro! Se ele quer comprar alguma coisa, que tal trocar um presente fácil por uma brincadeira de poupar? Esse é um jeito simples e divertido de ensinar lições importantes sobre economia e planejamento.

Seu papel aqui é simples: dê apoio para contar o que já foi guardado e diga quanto falta para chegar até o valor do presente.

Faça mais brincadeiras com dinheiro

Se a dica acima funcionar bem com suas crianças, faça mais brincadeiras! Crie jogos e gincanas em grupo para estimular eles e deixar o planejamento financeiro familiar mais divertido.

Transformar esse assunto sério em algo mais interativo e leve é um jeito bem prático de aumentar a participação da família e criar momentos divertidos e que ensinam ao mesmo tempo.

Dica: deixe seu dinheiro numa conta que rende todo dia

Depois de criar seu planejamento financeiro familiar, nada melhor do que começar a poupar, não é? Com o super app PagBank, seu dinheiro rende mais do que a poupança graças à nossa conta que rende automaticamente. 

E não é só isso! Você ainda conta com um banco completo 100% digital, gratuito na palma da sua mão. Tenha um maior controle da sua vida financeira e praticidade para lidar com as suas economias no dia a dia!

Confira mais benefícios do PagBank:

Baixe já o super app PagBank e abra uma conta!

“Este canal tem como única intenção fornecer um panorama sobre as diferentes categorias de produtos de investimentos disponíveis no mercado. Os conteúdos não têm o objetivo de oferecer análise de valores mobiliários ou recomendações de investimento, considerando que os produtos apresentados podem não ser adequados aos objetivos, situação financeira ou necessidades individuais de cada usuário. O PagSeguro PagBank se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que decorram da utilização de seu conteúdo, bem como por eventuais informações fornecidas por terceiros, que não expressam a opinião do PagSeguro PagBank. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e as informações podem não estar atualizadas no momento exato da consulta do material. Antes de tomar qualquer decisão, é recomendado que o leitor busque orientação financeira independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto.”