Resumo do texto

  • Entenda como calcular seu preço de venda e como seus custos e despesas impactam esse valor;
  • Baixe gratuitamente a nossa planilha e facilite essa tarefa sem perder precisão na escolha dos valores.

Baixe já o super app PagBank

 

Você sabe exatamente como calcular o preço de venda de um produto ou serviço oferecido pelo seu negócio? O assunto ainda é motivo de dúvidas para muitos empreendedores, afinal, erros na definição dos preços — tanto para cima quanto para baixo — podem gerar vários problemas, como:

  1. Queda no faturamento;
  2. Declínio no volume de vendas;
  3. Redução da margem de lucro;
  4. Dificuldades para fazer seu negócio crescer.

Para diminuir as chances do seu negócio encarar todos esses problemas que levantamos, confira abaixo algumas informações essenciais para não errar na precificação. Aproveite e descubra como a nossa planilha pode te ajudar com essa tarefa!

O que é preço de venda?

O preço de venda de um produto deve ser definido tendo como base três informações:

  1. Custos;
  2. Despesas;
  3. Lucro.

O que são custos?

Os custos da sua empresa são os gastos que tem ligação direta com a produção ou a atividade fim. Aqui se encaixam itens como:

  1. Compra de matéria-prima;
  2. Reposição de mercadorias no estoque;
  3. Manutenção dos equipamentos de produção;
  4. Salário das equipes de venda ou produção.

Para não ficar nenhuma dúvida, imagine uma pequena confecção de camisas. Os custos dessa empresa envolvem itens como salários dos costureiros, compra de tecido, a compra de linhas para costura, a manutenção das máquinas e a conta de energia elétrica.

É importante ter em mente que existem custos fixos, como os salários e a conta de luz, que precisam ser pagos todos os meses. E há também os custos variáveis, que são gastos que não acontecem todos os meses, como a manutenção de máquinas de costura.

O que são despesas?

As despesas englobam o quanto você precisa gastar para vender os produtos, ou seja, são valores utilizados para gerar a receita da empresa.

No exemplo da pequena confecção de camisas, as despesas seriam:

  1. Salário do setor administrativo;
  2. Pró-labore;
  3. Conta de telefone;
  4. Aluguel;
  5. Materiais para escritório;
  6. Impostos.

Não se esqueça que as despesas também se dividem entre fixas e variáveis. Gastos como o aluguel e pró-labore ocorrem todos os meses, enquanto a compra de material de escritório pode ocorrer com menos frequência, sou seja, é uma despesa variável.

O que é lucro?

Por fim, o lucro nada mais é do que a diferença entre a receita das vendas que você garantiu menos os custos e despesas envolvidos para produção e venda. Tecnicamente, os lucros são definidos como um benefício econômico, algo que uma empresa consegue quando realiza uma operação financeira, como as vendas.

Como encontrar o preço de venda?

Para definir um preço de venda ideal para seu produto ou serviço, você precisa analisar todos os seus custos e despesas e, assim, calcular qual o investimento total que sua empresa tem para estruturar sua oferta. Ao resultado desse cálculo, acrescente o valor que deseja lucrar em cada venda. A definição do preço final, então, é feita da seguinte forma:

  • Preço de venda = custos + despesas + lucro

Voltando ao nosso exemplo da confecção, imagine que a soma de custos e despesas para produzir e vender uma camisa seja de R$ 40 por unidade. E o objetivo do dono do negócio seja lucrar R$ 30 na venda de cada peça.

Sabendo custo e meta de lucro chegamos ao preço de venda: R$ 40 +  R$ 30 = R$ 70!

Atenção: Caso seu negócio opere com frete ou delivery, não se esqueça de adicionar no seu cálculo os valores gastos com esses serviços de entrega.

Baixe grátis a planilha e facilite os cálculos para o seu negócio

Por mais que a gente explique cada um dos itens que devem estar no seu cálculo de preço, sabemos que nada é melhor do que uma ferramenta para dar uma forcinha com a matemática.

Com a nossa planilha de definição de preços esse processo vai ficar mais rápido e preciso, livrando boa parte do seu tempo para outras tarefas bem importantes.

A planilha é bem fácil de usar e vai ajudar bastante os donos de negócios que ainda sentem uma certa insegurança com os preços ofertados aos clientes. Basta inserir alguns dados que a planilha faz o resto por você.

Clique aqui e baixe grátis a nossa planilha de definição de preços!

5 Dicas para acertar no cálculo e melhorar a lucratividade

Você pode usar a planilha para facilitar os seus cálculos e agilizar a tarefa de definição de preços, porém, é importante saber quais fatores você não pode deixar de analisar quando está calculando os preços.

Confira algumas boas dicas para acertar na conta e dar um gás no seu faturamento.

1. Controle e acompanhe todos os custos do negócio

Se você precisa saber muito bem seus custos e despesas variáveis para acertar na margem de lucro, fica bem claro o quanto é importante acompanhar todos os gastos do seu negócio.

Você precisa mapear o caminho do seu dinheiro, entender quais são os seus investimentos para fazer o negócio girar e tudo mais, portanto, acertar na precificação começa com o acompanhamento constante das finanças.

2. Avalie bem o mercado e suas mudanças

Fique atento aos seus concorrentes, aos preços que eles oferecem aos clientes e não deixe de ficar de olho nas mudanças do mercado. Vez ou outra, o preço de matérias-primas e produtos podem aumentar ou diminuir, e você precisa ficar atento às variações para oferecer sempre um preço competitivo.

Imagine que você tem um delivery de lanches e a carne baixo de preço. Se todos os seus concorrentes aproveitarem essa diminuição de gastos para oferecer um preço melhor para o cliente, é interessante fazer o mesmo para acompanhar a competitividade.

3. Escolha bons fornecedores

Ter bons parceiros é muito importante para conseguir prazos de pagamento mais vantajosos e descontos na reposição do estoque. Mais do que encontrar empresas competentes, você deve manter uma boa relação com seus fornecedores e criar uma parceria proveitosa para o seu negócio.

E fica aqui outra dica: tenha sempre mais de um fornecedor de confiança, isso é importante para não ficar dependente de um único parceiro.

4. Reduza seus custos e despesas

A matemática não mente: custos e despesas menores resultam em lucros maiores. Quando você consegue reduzir seus gastos mantendo a qualidade, é possível tirar um bom lucro e, ao mesmo tempo, oferecer um preço atraente para os consumidores.

É muito importante que você, como dono do negócio, analise muito bem as despesas e busque formas de reduzir o quanto você gasta para manter seu negócio financeiramente saudável e com preços bem competitivos.

Veja alguns exemplos de atitudes que contribuem para reduzir seus custos e despesas:

  1. Trocar as lâmpadas frias ou incandescentes por lâmpadas de LED;
  2. Substituir de fornecedores “careiros” por aqueles que oferecem preços mais justos;
  3. Reduzir o plano de internet e telefonia por um serviço mais barato;

5. Faça uma gestão de fluxo de caixa eficiente

Conforme você analisa o fluxo de caixa e monitora os resultados, a tarefa de definição de preços torna-se mais simples. O fluxo de caixa é o termômetro do desempenho da sua empresa, e com base numa análise constante e precisa será possível encontrar todos os fatores que constroem a realidade financeira do seu negócio.

Para te ajudar com essa função, você pode contar com o PagVendas. Ele é o nosso sistema de gestão, feito para auxiliar os empreendedores em tarefas como:

  1. Controle e agilidade para analisar resultados;
  2. Acompanhamento de finanças;
  3. Gestão de frente de caixa;
  4. Administração de pagamentos, inclusive vendas fiadas;
  5. Gerenciamento de contato dos clientes.

Você também pode criar uma Loja Online no PagVendas de um jeito bem simples e prático, o que é ideal para aumentar as oportunidades de vendas e fazer com que seu faturamento cresça ainda mais.

O PagVendas pode ser usado por qualquer empreendedor, podendo ser acessado tanto no celular quanto pelo PC. E se você é dono de uma Moderninha X ou Moderninha Smart, saiba que o PagVendas já está dentro da sua maquininha!

Clique aqui e conheça mais sobre o PagVendas!

Deixe a gestão do seu negócio ainda melhor

Além do PagVendas, nós temos outras ferramentas para garantir ainda mais produtividade e qualidade ao seu trabalho. No Pag Pro Pequeno você encontra diversos recursos que trazem grandes melhorias na sua rotina, como:

  1. Ferramenta para vender online pelo WhatsApp ou redes sociais mesmo sem ter um site, como o Link de Pagamento;
  2. As nossas maquininhas sem aluguel;
  3. O Pede Fácil, a nossa ferramenta para gestão do delivery e criação de um Menu Digital de Produtos;
  4. O Envio Fácil, que barateia o custo do frete e dá margem para você economizar com as entregas para seus clientes.

Nós temos um time de ferramentas do Pag Pro Pequeno para te ajudar a vender melhor e tudo começa baixando o super app. O PagBank é um banco completo e grátis na palma da sua mão. Tá esperando o que para abrir uma conta grátis?

Baixe já o super app PagBank