Resumo do texto

  • Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) são investimentos de renda fixa;
  • Entenda as diferenças entre LCI e LCA;
  • Conheça as vantagens, desvantagens, regras e como investir em Letras de Crédito Imobiliário.

Conheça os CDBs PagBank

 

As Letras de Crédito Imobiliário, conhecidas no mercado financeiro como LCIs, são um investimento em renda fixa que tem como principal característica a isenção de Imposto de Renda.

Ao aplicar nelas, você faz um empréstimo a uma instituição bancária que, por sua vez, usa esse dinheiro para conceder crédito ao setor imobiliário. O rendimento do investidor surge dos juros desse empréstimo, que é calculado tendo como base um índice de rentabilidade, como CDI e IPCA, ou em um modelo híbrido (índice de rentabilidade + taxa fixa).

As LCIs são similares às LCAs e aos CDBs em termos de funcionamento, porém cada uma tem suas particularidades. Continue a leitura e descubra essas diferenças, como as Letras de Crédito Imobiliário funcionam na prática e confira suas vantagens e desvantagens!

O que é LCI?

LCI é a sigla para Letras de Crédito Imobiliário. Trata-se de um de título de renda fixa isento de Imposto de Renda, que tem como objetivo fornecer crédito para o setor imobiliário.

Na prática, isso significa que a LCI funciona como um empréstimo que você faz à instituição financeira — algo que também acontece em produtos como os CDBs. A diferença aqui é que o dinheiro do investidor é direcionado a operações de financiamento imobiliário.

Ou seja, você aplica seu dinheiro e a instituição repassa esse valor a outras pessoas que estão fazendo financiamento de imóveis. Após um determinado tempo, essa mesma instituição devolve o valor investido com os rendimentos — que nada mais são do que a correção de juros.

Por tratar-se de renda fixa, no momento em que você investe em LCI, já é possível saber qual é a taxa de retorno e qual será a duração mínima da aplicação.

Qual a diferença entre LCI e LCA?

A lógica das Letras de Crédito Imobiliário e das Letras de Crédito do Agronegócio é a mesma: o investidor empresta seus recursos para o banco financiar outras operações. A diferença é que na LCI o montante arrecadado é direcionado para financiar operações no setor imobiliário, enquanto os recursos arrecadados na LCA são direcionados ao agronegócio.

Vantagens das LCIs

Dentre as principais vantagens da LCI encontram-se:

  1. Rendimento superior ao oferecido pela poupança;
  2. Baixo risco;
  3. Isento de Imposto de Renda e IOF (para Pessoas Físicas);
  4. Baixa incidência de taxas, assim como as LCAs;
  5. Investimento que conta com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito.

O Governo Federal vê as LCIs e LCAs como oportunidades de aquecer a economia, uma vez que, através delas, é possível investir dinheiro em setores-chave do país — no caso das LCIs, o foco é o setor imobiliário. Por essa razão, elas são isentas de Imposto de Renda e IOF para Pessoas Físicas.

Desvantagens das LCIs

Mas, ao mesmo tempo que as LCIs apresentam boas qualidades, elas também têm seus pontos fracos. Veja abaixo:

  1. LCI têm prazo mínimo de emissão de 90 dias. Isso significa que você não pode resgatar os valores antes deste intervalo de tempo — o que torna difícil o investimento para quem deseja recuperar o dinheiro antes de 3 meses.
  2. LCI não serve como garantia para operações na Bolsa de Valores.

Como funcionam as LCIs?

Confira abaixo as principais características das Letras de Crédito Imobiliário e amplie seu conhecimento sobre esse investimento.

Existe um valor mínimo?

Não, não existe um valor mínimo definido para começar investimentos em LCI. Basta uma análise do mercado para perceber que existem opções com aplicação mínima variando desde 1 real até 10 mil reais.

Qual é a rentabilidade?

LCI é uma aplicação de renda fixa, sendo assim, seus rendimentos são definidos antes mesmo de você investir. Existem três tipos de LCI: prefixada, pós-fixada e híbrida.

As LCIs prefixadas apresentam um rendimento determinado e sem variações. Na hora de investir, você já consegue saber quanto vai receber de volta. Já as opções pós-fixadas têm a rentabilidade atrelada a um índice, como o CDI ou IPCA. Em casos como esse, seus rendimentos serão pagos de acordo com um percentual sobre o índice determinado.

Por fim, também temos as LCIs híbridas, que aliam uma taxa prefixada definida no momento da aplicação com um indicador, como o IPCA, por exemplo.

Quais são os riscos e garantias?

LCIs são investimentos de baixo risco. O fato de serem aplicações de renda fixa diminui as chances de desvalorização e os riscos de mercado (para entender todos os riscos das aplicações, confira este post). Porém, a melhor forma de minimizar os riscos ao aplicar em LCI é procurando uma instituição financeira com uma boa avaliação no mercado.

Vale ressaltar que as LCIs têm garantia do FGC, então seus investimento contarão uma segurança extra! Para saber como funciona o Fundo Garantidor de Crédito, clique aqui.

E o resgate e a liquidez?

O prazo de resgate das LCIs é variável e muda conforme as regras da instituição que oferece o investimento. O prazo mínimo é de 90 dias, mas, antes de investir, verifique as carências para que você não seja pego de surpresa.

Depois do fim da carência, as LCIs passam a ter liquidez diária e o investidor pode optar por realizar o resgate e receber os rendimentos proporcionais (lembre-se que esta opção deve ocorrer somente se você estiver precisando do dinheiro).

O resgate das LCIs leva, no mínimo, um dia útil para cair na sua conta, e esse prazo pode variar de banco para banco. Se você quiser reaver o investimento antes do fim da carência, é possível repassar a LCI adiante nos mercados secundários, porém, nessas operações não há garantia de liquidez, ou seja, você pode não encontrar interessados em adquirir o título.

Como investir em LCIs?

Para realizar investimentos em Letras de Crédito Imobiliário, é preciso optar por investir com um banco ou uma corretora. Não se esqueça de fazer simulações com diferentes instituições para analisar em qual delas você terá maior rentabilidade e segurança.

Dê variabilidade ao seu portfólio de investimentos

Investir é uma atitude muito inteligente e sensata para valorizar seu dinheiro e multiplicá-lo, contudo, é fundamental não apostar tudo em um investimento só. Diversificar é o melhor caminho para reduzir os riscos de perda e potencializar os seus ganhos, por isso, se você pretende aplicar em LCIs, vale a pena ter outra opção de renda fixa no seu portfólio.

Se você quer investir e variar, sugerimos que conheça os CDBs PagBank. Nossas opções de investimento são seguras, contam com a garantia do FGC e podem oferecer um retorno até 100% melhor do que o obtido com uma poupança comum.

Os CDBs PagBank são gerenciados diretamente pelo seu celular, direto no super app PagBank. Clique aqui e conheça todas as opções.

Para investir conosco, não tem segredo, basta abrir a uma conta PagBank em poucos minutos, acessar o super app, clicar na aba Produtos e, em seguida, Aplicar meu Dinheiro.

Baixe grátis o super app e conheça os CDBs PagBank