Resumo do texto

  • A Letra de Câmbio é um título em renda fixa comercializado por financeiras;
  • Veja os diferentes tipos de LC, suas rentabilidades e principais características;
  • Conheça as vantagens, desvantagens e também como aplicar em LC.

Conheça já os CDBs PagBank

 

Dentro das opções de renda fixa, além das alternativas mais procuradas — como CDBs, LCIs e LCAs — existem outras opções menos conhecidas, mas que também merecem a sua atenção. Neste post vamos falar sobre uma delas: a Letra de Câmbio.

As LCs são títulos emitidos por financeiras para financiar suas operações junto aos clientes. Esses títulos são comercializados como um tipo de investimento de renda fixa, pois possuem regras de remuneração definidas no momento da aplicação.

Veja abaixo quais são as principais características da Letra de Câmbio, os tipos existentes no mercado e como funcionam as regras de aplicação.

O que é Letra de Câmbio?

Trata-se de um modelo de investimento em renda fixa que funciona de maneira semelhante aos CDBs. A diferença aqui é que o investidor empresta o seu dinheiro para uma financeira — ou seja, uma instituição privada que concede crédito aos seus clientes — e não para um banco, como acontece nos CDBs, por exemplo.

Apesar dessa distinção, a lógica para conseguir os rendimentos é a mesma: você ganha com os juros deste empréstimo.

As LCs são consideradas menos populares que os CDBs pois, geralmente, é necessário ter mais dinheiro em mãos para aplicar nesse produto, contudo, os riscos seguem sendo baixos e a rentabilidade continua garantida, já que estamos falando de renda fixa.

Quais são os tipos de Letras de Câmbio?

Assim como os CDBs, LCIs e LCAs, as LCs são divididas de acordo com algumas regras de rentabilidade. Veja abaixo:

LCs prefixadas

Letras de Câmbio prefixadas oferecem rentabilidade fixa para o investidor e uma noção exata de quanto ele vai ganhar com o investimento no vencimento do produto. Isso acontece pois a taxa de rentabilidade não é alterada ao longo da aplicação.

Se você investe em uma LC que promete uma rentabilidade de 8% ao ano, existe aqui uma certeza de que o rendimento será exatamente esse — nem mais nem menos.

LCs pós-fixada

As LCs pós-fixadas seguem a mesma lógica dos CDBs. Eles também têm uma taxa determinada, porém, o valor muda conforme a economia. A rentabilidade das LCs pós-fixadas costuma ser atrelada ao CDI — que é o mesmo indicador dos CDBs e das demais Letras.

A questão é que a taxa DI (que dá origem ao valor do CDI) muda de acordo com as mudanças no cenário político e econômico. Um exemplo: quando o Banco Central resolve baixar ou aumentar a taxa básica de juros (Selic), isso impacta diretamente seus investimentos, que são atrelados ao CDI.

Por essa razão, quando você investe em uma LC pós-fixada, é possível fazer uma estimativa de quanto será o rendimento, mas é difícil calcular um valor preciso.

LCs híbridas

As Letras de Câmbio híbridas combinam, em um único produto, uma taxa prefixada e uma pós-fixada, que, na maioria dos casos, é o IPCA, índice que mede a inflação.  Neste caso, também não é possível determinar com precisão qual será a rentabilidade, mas é possível fazer uma estimativa e chegar perto do valor.

Características principais da Letra de Câmbio?

Agora, veja alguns detalhes bem importantes sobre a LC.

1. Aplicação mínima

Algumas financeiras que oferecem as Letras de Câmbio pedem uma aplicação mínima um pouco mais alta do que outros investimentos de renda fixa. Uma breve pesquisada no mercado irá apresentar para você opções que começam em R$ 1.000 e outras que pedem até R$ 30 mil.

Assim como acontece nos CDBs e outros investimentos de renda fixa, a regra é simples e clara: quanto mais você investe, maior é a rentabilidade.

Apesar de não ser um valor muito mais alto do que o pedido por outros investimentos, a quantia mínima de uma LC é superior à exigida pelas LCIs e LCAs — e isso explica porque esse modelo é um pouco menos popular que os demais.

2. Rentabilidade

Como você pôde acompanhar no tópico acima, a rentabilidade varia de acordo com o modelo da LC, contudo, é preciso ficar atento aos indicadores de rendimento. Algumas LCs que exigem uma quantia mínima mais alta oferecem em troca uma taxa de rendimento melhor — mas isso não é uma regra.

Conforme você busca opções de LC no mercado será possível comparar as ofertas e as taxas de rendimento. Não se esqueça de analisar bem as suas opções antes de investir. Além de ficar de olho na rentabilidade, preste atenção aos prazos de vencimento, a carência e as possíveis taxas de investimento.

3. Prazos

LCs podem ser de curto, médio e longo prazo. Grande parte delas unem a carência (tempo mínimo de aplicação) com o vencimento (tempo máximo de investimento), sendo assim, saiba que antes da carência não será possível resgatar e nem utilizar o dinheiro aplicado.

Via de regra, quanto mais tempo você mantém seu dinheiro aplicado em uma LC melhor é a taxa de rendimento. Esse foi o modelo encontrado pelas financeiras para dar vantagens a quem concede a ela empréstimos mais longos.

Contudo, se você está de olho em um investimento com boa liquidez e retorno rápido, é importante saber que existem LCs com liquidez diária e também com prazos de carência de até seis meses.

4. Riscos

Estamos falando de um tipo de investimento de renda fixa, certo? Sendo assim, aqui não existem os riscos de desvalorização e perda de dinheiro — que são típicos da renda variável. A renda fixa segue sendo uma opção popular no país justamente por oferecer mais tranquilidade para quem investe.

Sendo assim, para eliminar boa parte dos riscos da LC, o importante é escolher uma instituição confiável e que seja forte no mercado, afinal, elas são as mais capazes de honrar os compromissos com seus credores.

5. Segurança

Assim como os CDBs, LCIs e LCAs, as LCs contam com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito, que protege os investidores contra perdas em caso de problemas financeiros com a instituição que recebeu sua aplicação. O FGC é uma entidade privada e sem fins lucrativos, que garante investimentos de até R$ 250 mil por CPF/CNPJ por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$1 milhão a cada 4 anos.

6. Tributação (IR)

Outro ponto que faz com que as LCs sejam menos procuradas que as LCIs e LCAs é a incidência de Imposto de Renda. Diferente das outras Letras, o investidor que aplica em LCs terá parte do valor do rendimento usado para pagar o IR.

Com isso, o dinheiro rendido pela aplicação não é exatamente igual ao que você vai receber. O IR é retido na fonte e pago antes que você possa acessar o dinheiro da aplicação.

O valor cobrado varia de acordo com o tempo de aplicação. Veja abaixo:

Tempo de duração do investimento Porcentagem de imposto sobre o lucro
até 6 meses 22,5% de IR sobre os rendimentos
de 6 meses a 1 ano 20% de IR sobre os rendimentos
de 1 ano a 2 anos 17,5% de IR sobre os rendimentos
superior a 2 anos 15% de IR sobre os rendimentos

 

Essa tabela deixa clara uma característica bem importante das LCs: quanto mais tempo você investe, melhor é o seu retorno. Isso acontece não só porque as empresas oferecem uma rentabilidade superior para aplicações de longo prazo, mas também porque a incidência de impostos diminui, e o valor recebido torna-se ainda mais interessante.

Vantagens e desvantagens de investir em Letra de Câmbio

Agora vamos agrupar os pontos fortes e fracos das LCs para que você consiga visualizar cada um deles.

Vantagens das LCs

  1. Aplicação de renda fixa com baixo risco para o investidor;
  2. Variedade de taxas de rendimento, o que dá boas opções a quem deseja investir;
  3. Rentabilidade superior à poupança;
  4. Liquidez diária após o fim da carência;
  5. Garantia do FGC;
  6. Rentabilidade calculada diariamente (diferente do cálculo feito na poupança, por exemplo);
  7. Diversidade nos prazos e valores mínimos, o que dá ainda mais liberdade no momento da escolha.

Desvantagens das LCs

  1. Geralmente é exigida uma quantia mínima maior do que as LCIs, LCAs e Tesouro Direto;
  2. As financeiras oferecem mais risco de crédito do que os bancos, que são os responsáveis por investimentos como CDBs, LCAs e LCIs.
  3. Há cobrança de Imposto de Renda;
  4. Não serve como garantia para operações na bolsa de valores (assim como as LCIs e LCAs);
  5. Os emissores das LCs possuem risco de crédito superior a emissores de CDBs.

Como investir em LCs?

Para investir em Letras de Câmbio é preciso ter ou uma em algum banco, em uma corretora ou um conta ativa na  financeira que oferece o investimento. Em seguida, você deve escolher qual tipo de LC é mais alinhado com:

  1. Suas expectativas de retorno;
  2. O valor que você deseja aplicar;
  3. Os prazos de carência e vencimento.

Feita a escolha da Letra de Câmbio mais adequada aos seus objetivos, basta deixar disponível em sua conta o valor mínimo da aplicação e confirmar o investimento.

Invista sem esquecer da diversificação

Investir todo o seu dinheiro em uma única aplicação é algo perigoso. Seja qual for o seu perfil de investidor, o mais importante é diversificar para conseguir melhores rendimentos e mais flexibilidade com os prazos.

Mesmo quem é mais conservador e só busca investimentos em renda fixa precisa dar variedade à carteira de investimentos, portanto, é importante pensar em aplicar não só em LCs, mas também em LCIs, LCAs, no Tesouro Direto e nos CDBs.

E se você está em busca de investimentos em renda fixa com boas taxas de rendimento e que são fáceis de aplicar, então, chegou a hora de conhecer os CDBs PagBank.

Nossos CDBs são para todos os bolsos e objetivos. Se você está começando agora vai encontrar opções com valor mínimo de R$ 100, que são opções perfeitas para garantir variedade sem abrir mão da segurança.

Aplicar nos CDBs PagBank é muito fácil. Tudo o que você precisa é criar a sua conta, abrir o super app PagBank, acessar o menu de Produtos e, em seguida, clicar em Aplicar meu dinheiro.

Logo na sequência, você verá todas as opções de CDB PagBank e suas regras. Depois de escolher, o dinheiro vai direto da sua conta para a aplicação, e, no dia do vencimento, ele volta de forma automática (junto com os rendimentos) para sua conta PagBank.

Investimentos são para todos! Que tal começar o seu agora mesmo? Abra sua conta e aplique nos CDBs PagBank!

Baixe o super app e conheça os CDBs PagBank