Neste momento, muitas famílias estão sendo afetadas pelas restrições nas atividades comerciais e empresariais causadas pelas medidas de isolamento. A diminuição de pessoas nas ruas significa menos movimento para os pequenos comerciantes, donos de restaurantes, prestadores de serviços e profissionais autônomos — e essa queda reflete direto no orçamento familiar.

Para o pequeno empreendedor, não tem outro jeito. O momento agora é de buscar soluções para continuar vendendo, focar na divulgação do seu negócio e segurar os gastos domésticos para manter o equilíbrio na balança financeira.

Cada economia é vantajosa para quem está enfrentando o desafio de seguir empreendendo e, ao mesmo tempo, precisa controlar o orçamento da família. Reduzir os gastos dentro da sua casa é uma forma inteligente de equilibrar despesas e garantir uma pequena economia em um momento tão importante.

Aqui no blog do PagSeguro PagBank, é fácil encontrar dicas para os negócios e também para aprender a controlar melhor as finanças. No post de hoje, vamos apresentar 6 dicas poderosas para organização financeira doméstica.

Aproveite para ler e refletir sobre esses seis ensinamentos práticos que servem para gerar economia em casa e ajudar todos a driblar alguns dos efeitos causados pela atual situação que vivemos.

Confira as dicas:

1 – Faça um controle das despesas

A primeira dica é essencial para toda a sua vida, tanto agora quanto após esse momento complicado passar. Criar jeitos de controlar os gastos e ganhos faz com que você tenha domínio sobre a atual situação financeira, o que é bem importante para tomar as decisões mais corretas e não cair em enrascadas, como as dívidas.

E não é preciso ser nenhum contador ou especialista em finanças para montar um controle simples. Basta pegar o computador ou celular, fazer uma planilha, ou simplesmente anotar tudo em um caderno. Recomendamos que use a tecnologia à seu favor, assim, o controle fica mais rápido e prático.

Para te ajudar nessa primeira missão, separamos um material bem legal. Clique aqui e baixe nossa planilha de controle de gastos pessoais. Ela vai te auxiliar a cuidar melhor do dinheiro, enxergar como você usa ele e quais são os principais tipos de consumo.

Por isso, pense o seguinte: pequenas mudanças podem gerar bons resultados.

Exemplo: vale a pena trocar as lâmpadas de casa por modelos de LED que economizam até 90% de energia comparado às comuns (incandescentes)?

 

-> Como fazer uso proporcional do seu dinheiro

Especialistas em finanças sempre recomendam que as pessoas façam divisões simples do orçamento. Existe a regra 50-30-20 que vale a pena ser analisada. Ela funciona assim:

  1. 50% da renda vai para os gastos essenciais (como o aluguel, financiamento da casa, taxas de condomínio, contas de luz, educação, plano de saúde, alimentação etc);
  2. 30% vai para os gastos variáveis, lazer e divertimento (aqui podem entrar créditos no celular, combustível, compras de roupas etc);
  3. 20% destinados para pagar dívidas e aplicar (focando em reduzir pouco a pouco os gastos e fazer algo muito importante que é aplicar seu dinheiro).

É claro que você não precisa seguir à risca essa regra. Tudo vai depender da sua situação. Dá para aplicar essa proporção sempre, mas em tempos de aperto, vale até mudar para uma proporção 70-20-10 para garantir as contas em dia e aproveitar para reduzir as despesas de lazer, já que boa parte dos estabelecimentos estão fechados no momento.

 

2 – Analise e divida as despesas entre essenciais e supérfluas

Se a missão agora é apertar um pouco o cinto, então, você precisa ficar de olho em cada um dos principais gastos mensais e dividi-los entre aquilo que é indispensável e aquilo que pode ser cortado (mesmo que por enquanto).

Por mais chato que isso possa ser, é preciso analisar se ainda vale manter o mesmo pacote de TV a cabo e seguir assinando serviços de streaming de música e séries. Fique atento inclusive com aqueles serviços que geram cobranças no cartão, como é o caso dos apps de transporte.

Assinar e cancelar serviços digitais costuma ser bem rápido e prático, e como não há nenhum tipo de contrato de fidelidade, suspendê-los é mais simples do que mexer em outras contas, como o plano de internet e TV.

O mesmo vale para compras por impulso. Sabe aquele eletrodoméstico que você está sonhando em comprar em 24x? Então, muitas vezes, você acaba comprometendo o orçamento mensal com um bem não tão necessário — e de quebra, ainda paga altos juros na parcela.

Por isso, autocontrole e disciplina são fundamentais!

 

3 – Converse com todos os membros da sua casa

Se você quer reduzir o consumo doméstico e não mora sozinho, já fica bem claro que essa tarefa não é só sua, mas de todos os integrantes da família. E eles não são obrigados a perceber as preocupações que você tem, portanto, o diálogo aqui é muito importante.

Temos como hábito poupar os filhos e até mesmo os idosos dos principais problemas que acontecem em casa, contudo, aqui a situação é diferente. Todo mundo deve saber que a missão da família no momento é organizar as finanças domésticas e reduzir os gastos, assim, você pode contar com a cooperação de todos para dar conta de uma tarefa tão importante.

Faça uma pequena reunião familiar, converse com eles de forma tranquila sobre a missão de controlar os gastos e aproveite essa ocasião para reforçar a união e a necessidade de colaboração.

Se a preocupação com as finanças for só de uma pessoa, há mais chances da missão virar uma grande briga entre os integrantes da casa. Por isso, use o diálogo como principal arma neste momento.

Outra dica interessante é criar metas mensais. Você estabelece, por exemplo, que irá economizar 20% a menos com gastos fixos no próximo mês. Pegue um pedaço de papel e deixe esse objetivo bem visível para que todos possam ver e acompanhar — além de ser um ótimo incentivo.

 

4 – Mantenha o controle dos gastos usando um cartão pré-pago PagBank

Você é do tipo que vai no mercado para comprar frutas e volta com pão, leite, um chocolate e duas latinhas de cerveja? Então, saiba que agora é o momento de controlar os impulsos e ser mais preciso no momento de fazer compras.

Comprar coisas que gostamos é sempre uma satisfação, seja apenas uma guloseima ou um cosmético novo. A grande questão aqui é que boa parte dos nossos gastos ocorrem no impulso, na vontade momentânea e, claro, quando o dinheiro está na mão.

Para evitar que seus gastos saiam do controle, vale aquelas dicas bem simples, como montar uma lista antes de ir ao supermercado e revisar cada um dos itens antes de sair mesmo para as compras.

E é claro que você pode contar com as nossas soluções para te ajudar. Que tal solicitar agora mesmo o cartão pré-pago PagBank? O uso é bem simples, basta recarregar o valor desejado no cartão e usá-lo como desejar. Assim, você não corre o risco de se perder no valor e gastar mais do que pode!

O cartão pré-pago PagBank opera com a bandeira Mastercard, aceita em praticamente todos os estabelecimentos que trabalham com maquininhas de cartão. Por ser pré-pago,  você deve utilizá-lo sempre na função crédito, mas fique tranquilo, porque ele debita apenas do saldo que tem no cartão. Vale utilizar essa solução para ir ao mercado com o dinheiro contado ou para limitar o valor que será gasto com outros tipos de compras.

Pedir um cartão é bem fácil e rápido, além disso, ele não tem anuidade e nenhum tipo de cobrança extra. Apenas uma única taxa de emissão bem baratinha!

5 – Feche a torneira e apague a luz!

Não existe uma lista de dicas para organizar as finanças de casa que não fale sobre redução de consumo. E quando falamos de reduzir aquilo que consumimos, a dica não se aplica apenas na hora de fazer mercado, mas também naqueles gastos de todos os dias, especialmente água, gás e energia.

Lembre-se que a conta de água e de luz sofre variações ao longo do ano e os preços sobem e descem conforme a demanda. Isso tudo precisa ser levado em conta também, para que você possa economizar mais luz em um mês de bandeira vermelha, por exemplo.

Fique de olho nos valores cobrados nas contas e converse com o pessoal da família sobre a necessidade de tomar banhos rápidos, fechar a torneira para lavar louça ou escovar os dentes e apagar as luzes de casa.

Essas são as famosas pequenas atitudes que fazem grandes diferenças, por isso, não se esqueça de estimular a economia consciente de água, luz e gás de cozinha na residência.

 

6 – Reveja os locais onde você faz compras

Imagine que você costuma comprar no supermercado perto da sua casa, mas sabe que no bairro vizinho tem um concorrente com preços melhores. Se o objetivo é reduzir os gastos, pode ser que a saída esteja em mudar um pouco os locais onde você faz compras.

Isso vale não só para compras no mercado, mas também para outros gastos, como padaria, farmácia e até na hora de pedir comida em casa. Mas aqui vai uma dica de reflexão: se possível, ao trocar os locais de compra, opte pelos pequenos empreendedores.

Assim como você, eles também estão com o movimento reduzido e se virando para manter o dinheiro entrando, então, que tal fazer parte de uma rede de apoio aos pequenos empreendedores e dar força para eles? Em alguns locais, você vai encontrar bons preços e ofertas interessantes que você não encontraria em grandes redes de mercado ou lojas de grande porte.

Para fechar, vale lembrar que mais de 104 milhões de brasileiros já fizeram o pedido do Auxílio Emergencial oferecido pelo Governo para:

  1. Microempreendedores individuais;
  2. Pessoas que não possuem emprego formal (com carteira assinada);
  3. Quem está cadastrado no CadÚnico;
  4. Famílias de baixa renda.

Se você se encaixa em uma das regras, vale a pena fazer o cadastro para recebimento. E se não conhece todas as normas para receber o auxílio, a gente tem um texto com todas as informações para você aqui.

Organizar as finanças é algo que pode parecer desafiador, porém, adotando dicas simples como essas você já será capaz de sentir os efeitos positivos das mudanças. 

E não se esqueça de contar com as soluções do PagSeguro para os negócios. Estamos de olho em tudo que está acontecendo, por isso, baixamos as taxas para você usar o Link de Pagamento e vender pelo WhatsApp, além disso, você pode ganhar R$ 20 reais ao direcionar o depósito do seu Auxílio Emergencial na conta PagBank. Clique aqui e saiba mais sobre essa possibilidade exclusiva para clientes PagBank!