O que é e como montar um Plano de Marketing para o seu negócio

Resumo do texto

  • Veja por que você deve montar um plano de marketing para o seu negócio;
  • Saiba o que é os 4Ps do marketing;
  • Confira a ferramenta com todas as informações que seu negócio precisa.

Conheça o PagVendas e tenha relatórios completos!

 

O ditado diz que a propaganda é a alma do negócio, mas é preciso que essa propaganda seja planejada a partir de um Plano de Marketing.

Esse documento ajuda a direcionar e estruturar toda a área responsável pela comunicação do negócio, mesmo que ela seja feita por apenas uma pessoa. Entenda o que é e veja como criar o seu plano de marketing.

Artigos que podem ser do seu interesse:

Aprenda a Fazer um Plano de Marketing

O que é um plano de marketing?

São os direcionamentos, estratégias e ações que a equipe de marketing e comunicação vai colocar em prática ao longo do ano ou do período determinado no plano de marketing.

Desde campanhas com foco em aumentar as vendas, estratégias para a marca ser mais reconhecida e ações para fidelizar clientes.

Conheça as vantagens do plano de marketing

Além de ser um importante direcional, existem outras vantagens do plano de marketing:

  • Ajuda na tomada de decisões: se você sabe onde quer chegar e qual o objetivo de determinada estratégia, fica mais fácil tomar decisões. Por exemplo, se o objetivo é aumentar o número de visitantes no site, é mais interessante direcionar investimentos para anúncios pagos do que para outdoor;
  • Aumenta as vendas: uma comunicação planejada e estruturada consegue passar para os clientes o valor do produto de forma clara e, como consequência, as vendas aumentam;
  • Melhora uso dos recursos: tendo um direcionamento definido, fica mais fácil definir onde o dinheiro vai ser gasto, focando os investimentos nos objetivos a serem alcançados;
  • Reduz erros operacionais: já ouviu aquele ditado de que quando não sabemos para onde ir, qualquer lugar é bom? Ninguém quer isso nos negócios, por isso um plano de marketing define o objetivo e o caminho a ser seguido, reduzindo a chance de cair em armadilhas e cometer erros.

Como fazer um plano de marketing?

Ter um direcional é importante e ajuda o setor estratégico de marketing e financeiro, mas para que esse processo dê certo, é preciso saber como fazer o plano de marketing. É isso que você vai aprender agora.

1) Entenda onde a empresa está

Antes de saber onde quer chegar é preciso saber onde está e qual vai ser o ponto de partida. Portanto, pegue papel e caneta e comece a anotar as características atuais do negócio. Você pode fazer isso usando a análise SWOT (ou FOFA).

Para ter mais detalhes sobre como o seu negócio está se saindo e como o mercado se comporta, faça pesquisas, que podem ser através de formulários online ou analisando as que já estão disponíveis na internet.

2) Analise a concorrência

Você não está sozinho no segmento, então, é preciso saber como os concorrentes diretos e indiretos atuam para encontrar o seu posicionamento, ou seja, procure identificar o que eles não estão oferecendo para que seja o seu diferencial e destaque.

Para uma análise mais organizada, defina alguns critérios, como:

  • Posicionamento: veja se o concorrente conversa com seu público. Por exemplo, você tem uma hamburgueria e identificou outra no mesmo bairro, mas a comunicação dela é voltada para produto artesanal enquanto o seu posicionamento é focado em preço baixo;
  • Limitações: identifique até onde o seu concorrente vai e como isso se relaciona com o seu negócio. No mesmo caso da hamburgueria, foi identificado um restaurante próximo que não faz delivery, o que o seu faz;
  • Política de preço: não é preciso criar o seu preço baseando-se apenas em como os concorrentes fazem, mas é importante saber. Se o seu hambúrguer for mais caro, mostre o motivo pelo qual ele é e se for mais barato, reforce a qualidade do produto na comunicação;
  • Pontos relevantes: procure conhecer os pontos fortes e fracos dos concorrentes. Entre no site, redes sociais ou aplicativos de delivery e veja os comentários dos clientes. Se um ponto negativo, por exemplo, é o atendimento, use isso a seu favor e invista em comunicação que reforce essa qualidade.

3) Identifique o público alvo

O público-alvo é para quem o seu plano de marketing é direcionado. Ou seja, são as pessoas que você quer atingir com as ações que são planejadas. E é claro que todo empreendedor gostaria de atingir “todo mundo”, mas isso não é rentável.

É preciso entender qual é o público que tem maior tendência de consumir o seu produto e focar neles. Para definir o seu público-alvo, colete informações como:

  • idade;
  • gênero;
  • localização;
  • classe social;
  • hábitos de consumo.

Essas informações podem ser buscadas a partir de pesquisas, próprias ou públicas.

4) Defina sua persona

A persona é uma consequência do público-alvo, mais aprofundada. O grupo de pessoas definido no tópico anterior vai virar um personagem.

Um exemplo de persona para o negócio de comida congelada seria: 

Camila, que tem 30 anos, trabalha como contadora em uma multinacional e não tem tempo para cozinhar. Por se preocupar com a saúde, ela procura opções saudáveis de refeição. Usa as redes sociais nos momentos de lazer e aproveita para pesquisar marcas que geram identificação com o que ela acredita e busca em sua vida.

Tendo essa descrição mais completa, é possível alinhar a comunicação. Por exemplo, Camila valoriza a saúde, então, esse deve ser um dos focos do conteúdo de divulgação.

5) Estabeleça metas, que são os objetivos de marketing

O planejamento é composto de ações que levam a determinados objetivos. E saber definir as metas estratégicas que vão ser atingidas, é uma das principais etapas do plano de marketing.

Os objetivos de marketing devem ser definidos de acordo com cada empresa. Veja alguns exemplos:

  • Gerar engajamento: se a empresa está começando agora, o objetivo pode ser maior interação com o público-alvo;
  • Fidelizar clientes: para quem já está há mais tempo no mercado e já tem uma base de clientes, é hora de incentivar a fidelização com ações que valorizem quem já te conhece;
  • Ampliar a área de atuação: expandir o negócio é um processo ambicioso, mas que, se bem planejado, pode trazer lucro e crescimento para a empresa;
  • Aumentar a visibilidade da marca: para aparecer mais e ficar mais conhecido, é preciso investir em publicidade e propaganda, como parceria com influenciadores.

6) Defina prazo e orçamento

Todas as estratégias precisam ter um prazo, cronograma e orçamento. O plano de marketing precisa ter um tempo para ser colocado em prática. 

Com essas definições, toda a equipe já sabe que precisa trabalhar com aquele foco por um período determinado e com um orçamento fechado.

7) Revise

O plano de marketing não é um documento imutável, ele precisa ser revisado sempre. Na sua criação, defina com a equipe e com todos os envolvidos os momentos de revisão. Pode ser quinzenal ou mensal, depende do período total.

O importante é que, nas datas marcadas, toda a equipe avalie o que foi cumprido, o que não foi e o que precisa ser modificado dali para frente.

Conheça o Mix de Marketing

Também chamado de 4P’s do Marketing, esses elementos formam os 4 pilares de uma estratégia. Veja:

  • Produto: o que você vende? Aqui, é hora de avaliar todas as características do que você está oferecendo ao mercado. Por exemplo: marmita saudável de 300g, ideal para uma refeição completa, com nutrientes e vitaminas necessárias. O produto pode ser customizado de acordo com o gosto do cliente;
  • Preço: quanto custa o que sua empresa está vendendo? Definir por quanto vai ser vendido não é apenas um cálculo a ser feito, envolve pesquisa dos concorrentes e receita da empresa. Por exemplo: comprar uma marmita custa R$18, mas caso o cliente compre mais de 5 unidades, cada uma sai por R$15. Esse valor é igual ao do principal concorrente e dá lucro pra empresa, portanto, pode ser praticado;
  • Praça: onde o seu produto é vendido? É preciso rever o público-alvo e entender se a atuação está no local certo e, caso não esteja, avaliar como é a distribuição e logística para outros locais. Por exemplo: as marmitas são entregues todos os dias, entre 9h e 10h. É possível fazer a retirada no local de fabricação. Os pedidos devem ser fechados, pelo menos, 12 horas antes da entrega;
  • Promoção: como é a venda do produto? Nesta etapa, é preciso pensar no discurso que vai gerar valor para o cliente, ou seja, como convencer que o seu produto é o melhor. Por exemplo: as marmitas saudáveis possuem ingredientes frescos, colhidos de uma horta natural e preparados diariamente por uma equipe especializada com acompanhamento de nutricionista.

Como entender melhor os resultados do negócio?

Uma das principais vantagens do plano de marketing é ter um caminho planejado para chegar a um objetivo. Mas para saber se o caminho está dando resultados, é preciso ficar de olho nos números.

Isso fica mais fácil com a análise dos relatórios do PagVendas.

As informações que você precisa para saber se os objetivos de marketing estão sendo atendidos podem ser encontradas de forma rápida e simples.

Conheça mais sobre o PagVendas!

  • Tags