Resumo do texto

  • Saiba por que e como vender pela internet, com ou sem loja virtual;
  • Conheça os erros que acontecem com as vendas online aprenda a fugir deles;
  • Veja como o Link de Pagamento te ajuda a vender na internet.

Baixe grátis o super app PagBank

 

Para muitos comerciantes, a internet é como um mundo novo, um ambiente ainda não explorado e que reserva muitas surpresas e desafios. Por mais que o comércio eletrônico tenha crescido muito nos últimos tempos, especialmente neste ano em que tudo foi diferente, ainda encontramos negócios que não vendem online.

Mas a verdade é uma só: vender pela internet é tranquilo, aumenta o alcance do seu negócio e abre mais uma fonte de receita, com capacidade, inclusive, de se tornar o principal canal de vendas.

Você se encaixa nesse cenário? Quer vender na internet, mas não tem muita segurança para começar? A gente te dá uma força! Separamos abaixo tudo o que você precisa saber para mesclar suas vendas e dar o pontapé inicial no comércio online.

Por que vender pela internet?

Antes de mais nada, dê uma olhada nesses dados:

  1. Somente no mês de outubro, os brasileiros acessaram lojas virtuais mais de 1,28 bilhão de vezes. O Brasil tem só 200 milhões de habitantes, o que prova que muita gente visita lojas várias vezes em um único mês;
  2. Mesmo com a reabertura das lojas físicas em todo o país, o crescimento das lojas online (em outubro de 2020) foi de 9,7%;
  3. Dentre 15 setores avaliados em pesquisa feita pelo e-commerce Brasil, 11 registraram crescimento nas vendas online;
  4. O faturamento do e-commerce não para de crescer. Desde 2017, o setor só registrou crescimento em faturamento e número de pedidos;
  5. Em 2019, o faturamento do comércio eletrônico atingiu a casa de 77 bilhões de reais, um crescimento de 22,7% em comparação com 2018!

A internet é uma mina de ouro para os lojistas. É possível faturar muito bem com vendas online, e a razão para tudo isso é a nova preferência de compras do público no geral.

Hoje em dia, existe praticamente um celular conectado para cada pessoa no Brasil, o que prova que o acesso à internet e aos sites ou lojas online, só aumenta. Conforme a internet foi se tornando mais acessível, foram feitos esforços técnicos para que o comércio eletrônico se tornasse mais seguro, com mais opções e vantagens para o cliente.

Resumindo: saiu de cena aquela incerteza da compra online (muito comum há anos atrás, quando as pessoas ainda achavam estranho pagar primeiro e receber o produto depois de uns dias) e entrou em vigor uma nova realidade: internet como um grande shopping center cheio de opções e com segurança para o cliente. E cada vez mais gente percebe essa mudança e confia em fazer compras pela internet, por isso se fala tanto em venda online.

Não estamos dizendo que você tem que fechar a sua loja física e vender só pela internet, porém, como os clientes estão migrando cada vez mais para o ambiente online, sua loja precisa acompanhá-los, tanto para não perder vendas quanto para conquistar novos clientes, que chegarão ao seu negócio por novos caminhos.

Como vender pela internet e conciliar as vendas físicas?

Você que trabalha com vendas presenciais e está de olho na oportunidade de vender pela internet, precisa começar a organizar essa mudança. Para que isso seja feito da forma mais clara e simples, é importante que você reflita sobre alguns pontos. Vamos a eles:

Escolha como você quer vender pela internet

O primeiro passo é determinar como você vai atuar na internet. A opção mais comum é através de uma loja virtual. Lojas online são como uma versão da sua loja física que trabalha 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Com uma loja na internet, você pode vender a todo momento em um site que é seu, tendo um contato mais próximo com os clientes. Mas saiba que existem outros tipos de sites para venda. Além da sua própria loja, você pode vender usando um marketplace. O cliente acessa o site do marketplace, pesquisa um produto e confere todas as lojas que vendem aquele item.

O marketplace é um site com concorrência, porém, eles costumam ser sites com muitos acessos, o que significa que muita gente vai ter contato com suas ofertas, aumentando as suas chances de vender.

Além do marketplace e da loja virtual, você também pode vender usando as redes sociais. Nas redes sociais, como WhatsApp, Facebook e Instagram, há, inclusive, um espaço dedicado para empresas venderem seus produtos.

A grande questão é que as redes sociais colocam as lojas em contato com os clientes, mas não oferecem um sistema de compras, por isso, quem quiser vender usando esse canal precisa pensar em formas de fazer essa venda acontecer. Veja nossa próxima dica para entender mais.

Se você vai vender sem um site, você precisa das ferramentas certas

Antigamente, o único jeito de vender online era com um site, só que hoje a realidade é um pouco diferente. Você pode fazer vendas pela internet com as redes sociais, ou usando o seu WhatsApp, mas será preciso contar com ferramentas desenvolvidas para essa missão.

Nós temos dois bons exemplos de ferramentas criadas para quem quer vender na internet sem se preocupar com um site: Link de Pagamento e o Pede Fácil!

Com o Link de Pagamento, você só precisa somar o valor dos produtos escolhidos pelo cliente, configurar o link com a descrição da venda (e foto, se quiser) e encaminhar para eles efetuarem o pagamento.

Ali, o cliente escolhe como quer pagar (inclusive com possibilidade de parcelamento) e consegue até conferir o valor do frete. Feito o pagamento, é só você enviar o produto. Pronto, venda realizada sem precisar de site algum.

Mas você deve estar pensando algo como “para usar o Link, eu preciso enviar uma lista de produtos para o cliente”. Sim, isso é verdade, seu cliente precisa fazer a seleção dos produtos, e você pode encaminhar essa lista pelo WhatsApp, pelo Facebook e até por e-mail, porém, se você quiser fazer algo melhor do que uma lista, aí entra em cena o Pede Fácil.

O Pede Fácil permite que você crie um Menu Digital de produtos. Ele é um link para seu cliente acessar uma espécie de cardápio, um catálogo com tudo que você vende online. Com isso em mãos, basta ele escolher e fazer o pagamento (pelo próprio Menu Digital!).

Viu só, rapidamente já mostramos para você duas opções para vender online sem loja, e as duas são fáceis de usar, o cardápio dá uma imagem melhor para sua lista de produtos e o Link de Pagamento facilita demais a venda, agilizando o processo e reduzindo a perda de oportunidades.

Quer conhecer mais sobre essas duas formas que a gente te oferece para vender sem loja virtual?

  1. Conheça mais sobre o Link de Pagamento;
  2. Confira tudo sobre o Pede Fácil.

Você não deve separar totalmente as vendas online e vendas físicas

Uma das mudanças mais importantes no comportamento dos clientes tem relação com as vendas que mesclam o offline com o online. Muitas lojas de sucesso não limitam o jeito de comprar, permitindo que o cliente experimente os produtos na loja física e compre pelo site, ou faça a compra pelo site e escolha retirar na loja.

Essas vendas multicanal são importantes para dar aquilo que os clientes mais querem: poder de decisão. Você pode dar isso a eles sem criar problemas para o seu negócio, basta permitir esse tipo de compra cruzada.

Conheça os erros que você deve evitar a todo custo

Para começar a vender pela internet, é importante saber o que fazer. Basicamente, você precisa pensar em como vender, integrar as vendas online e offline e escolher as ferramentas certas, porém, agora é hora de saber o que você não deve fazer.

Não comece sem planejamento: nada de sair criando um site sem ter um plano. Antes de começar, veja quais tarefas são as mais importantes, coloque datas para fazer cada uma delas, pesquise as ferramentas ideais para vender online e, só depois, você estará pronto para anunciar aos clientes que você entrou de vez nas vendas digitais.

Vendas pelas redes sociais exigem mais atenção e interação: um grande erro de quem vende pelas redes sociais é deixar o cliente esperando muito tempo por informações dos produtos. Se você escolheu vender pelas redes, fique o tempo todo conectado e de olho nas interações dos clientes.

Cuidado com a qualidade do seu site: um site ruim vai passar desconfiança para os clientes. Se você vai abrir uma loja virtual, capriche no site e faça dele algo simples de usar e seguro para comprar. A segurança para comprar é ainda mais importante, já que um site mal construído faz você perder vendas e ainda é um prato cheio para hackers, que podem roubar informações sensíveis sobre o seu cliente.

Quer uma dica de um ambiente de compras seguro e prático? Conheça os Checkouts PagSeguro e saiba como adotar as nossas ferramentas de pagamento e segurança para compras online no seu site. Clique aqui e saiba mais.

Preste atenção com o marketplace: vai vender via marketplace? Então, pesquise quais deles estão ao seu alcance e não deixe de verificar as regras, tais como taxa de comissão, tempo para receber o dinheiro das vendas e as políticas de troca e devolução.

Não limite os pagamentos: algumas lojas começam suas vendas online oferecendo apenas o boleto ou o cartão de crédito como opção de pagamento. Não cometa esse erro, entre no universo das vendas online já com um algumas opções de pagamento à disposição do cliente. Pense em oferecer:

  1. Débito online;
  2. Crédito à vista e parcelado;
  3. Boleto bancário;
  4. Depósito online;
  5. Pagamento via Pix.

Venda online com ou sem loja usando o Link de Pagamento

O Link de Pagamento dá toda a estrutura que você precisa para fechar vendas usando o poder da internet, mas sem se preocupar com a administração e atualização de uma loja virtual.

O Link de Pagamento é prático, serve para todo o tipo de negócio, oferece um método de compra rápido para os clientes (o que reduz as desistências) e conta com toda a segurança dos nossos sistemas de pagamento.

Ter uma loja online é algo legal, mas se você sente que esse não é o momento para essa expansão, saiba que o Link entra em cena para que você comece a vender online enquanto avalia se um e-commerce é o caminho certo para o seu negócio.

Vendas online dão resultado, aumentam suas chances de faturar mais e combinam com as necessidades dos clientes, portanto, fica nossa última dica: chegou a hora de você entrar de vez no mapa das vendas pela internet.

Conheça tudo sobre o Link de Pagamento