Resumo do texto

  • A pandemia fez muita gente perder o emprego, e a saída para o fim do trabalho poder ser o empreendedorismo;
  • Que tal trocar a procura no mercado de trabalho pela motivação de ter o seu próprio negócio? Essa é uma saída bem interessante, e que mudar a sua vida para melhor;
  • Descubra algumas dicas para empreender com sucesso e deixar o antigo emprego para trás.

Abra uma conta grátis no PagBank

 

No meio a tantas mudanças trazidas pelo isolamento social e as medidas de saúde, não foram poucas as pessoas que foram desligadas dos seus empregos. Isso significa um novo desafio, mas, também pode significar o começo de uma nova realidade.

Sim, muitos brasileiros que saíram de seus empregos estão aproveitando este cenário para empreender, se tornar dono do próprio negócio e tomar a dianteira no controle de toda a sua jornada de trabalho.

E quando o assunto é empreendedorismo, a gente chega junto. Afinal, nós desenvolvemos ferramentas e recursos para auxiliar em todas as etapas do empreendedorismo desde 2006!

Estamos presentes desde a criação de uma conta grátis PagBank para seu negócio (que ainda oferece um rendimento melhor que uma poupança) até o uso de maquininhas PagSeguro, soluções para as entregas e gestão empresarial. Então, se você está em casa agora pensando como resolver a sua vida após sair do seu antigo emprego, nós estamos aqui para ajudar.

Veja abaixo algumas dicas e informações importantes para você, que deseja empreender mas não sabe exatamente como dar os primeiros passos. Boa leitura!

Empreendedorismo: como ele pode mudar a sua vida

Muitas pessoas carregam consigo a vontade de ter um próprio negócio, seja para ter mais controle de sua jornada de trabalho ou para trabalhar com algo que traz prazer e retorno financeiro ao mesmo tempo.

Contudo, não são poucos aqueles que deixam esses plano para trás, seja por medo dos desafios, falta de recurso financeiro para começar ou por estar trabalhando em outro lugar. Essa reação é natural, ainda mais quando sua vida financeira está estabelecida e sem grandes abalos. Mas, se tudo vira de ponta cabeça, abrir seu próprio negócio pode pintar como a solução para ter uma fonte de renda (extra ou não) o mais rápido possível.

Se você se encaixa neste cenário, saiba que não está sozinho. De acordo com dados do IBGE e do Ministério da Economia, as complicações da pandemia resultaram em desemprego para mais de 1 milhão de pessoas, e a estimativa é que uma em cada 3 empresas faça algum desligamento nos próximos meses.

Se o cenário para os empregos formais está ruim, o mesmo não se pode dizer do empreendedorismo, que está em alta. É como diz aquele velho ditado “a necessidade faz a ocasião”, e tem muita gente aproveitando para tirar seus antigos planos do papel e colocá-los em prática.

O empreendedorismo pode, sim, mudar a sua vida, fazer com que sua retomada após a demissão seja mais rápida e totalmente controlada por você, sem depender de chefes, entrevistas de emprego, etc.

Mais do que isso, empreender permite que você consiga transformar seus talentos em fontes de renda, dá para passar mais tempo com sua família (e até trabalhar junto de quem você ama), aprender novas habilidades e, claro, abrir seus horizontes para que você se torne um excelente administrador.

Então, se você quer se tornar dono do próprio negócio e esquecer de vez seu antigo emprego, não se esqueça de dois detalhes importantíssimo:

  1. É preciso ter profissionalismo na gestão do seu negócio para garantir os melhores resultados;
  2. Nunca se esqueça de contar com as nossas ferramentas, que foram desenvolvidas pensando em você e em todos os desafios da sua rotina.

Saí do meu emprego antigo e agora quero empreender. O que eu preciso saber?

Quer começar seu novo negócio com o pé direito? Então, confira algumas dicas que a nossa equipe preparou pensando em dar as melhores orientações para quem ainda não começou a empreender, mas está de olho nessa oportunidade.

Dê uma boa pesquisada no mercado

A primeira missão do empreendedor é saber onde está pisando. É muito importante reconhecer o mercado antes de apostar nele, tanto para saber com quem seu empreendimento vai concorrer quanto para entender o comportamento e o perfil dos consumidores.

Alguns produtos e serviços são uma espécie de moda ou tendência passageira, algo bem diferente do que você quer para o seu negócio, certo? Fuja dessas ciladas ou de mercados que estão super saturados, para isso, basta fazer um esforço e pesquisar bem o mercado.

Você não precisa buscar um segmento em que ninguém trabalha, isso é bem difícil de encontrar, o ideal é mapear as oportunidades. Vamos a um exemplo:

Se existem três padarias muito próximas, elas começam a competir entre si e, inevitavelmente, fatiam os lucros e oportunidades de venda, logo, se você quer vender pães, talvez a concorrência seja bem agressiva.

Agora, imagine que você foi até essas 3 padarias e percebeu que nenhuma delas faz bons doces ou vende frango assado aos finais de semana. Pronto, seu foco já pode mudar um pouco e você pode oferecer esses produtos sem competir com as padarias.

E se o seu empreendimento conseguir um bom movimento, nada impede que você adicione os pães ao cardápio com mais segurança, sem depender de um produto tão concorrido para dar a força inicial para o seu negócio.

Saiba muito bem para quem você vai vender

Apesar de já ter sido mencionado acima, o conhecimento de público merece um tópico só para ele, e sabe por quê? Porque conhecer seu cliente é essencial para que você consiga pensar como ele!

Uma empresa de sucesso conhece seu público de olhos fechados. Para ter esse conhecimento, vale a pena fazer algumas missões:

  1. Analisar os concorrentes. Para isso, tente ir até o ponto de vendas deles para verificar o movimento, os horários de pico, a disposição da loja e as estratégias de atração (como cartazes, música, vitrines etc);
  2. Tente conversar com potenciais clientes para entender as necessidades deles;
  3. Verifique as redes sociais de concorrentes para saber a satisfação dos clientes e encontrar pontos que podem ser diferenciais para seu negócio.

Junto com isso, você pode ir construindo esse conhecimento conforme começa as suas atividades. Na verdade, é dentro da sua empresa que você vai conseguir o máximo de informações sobre o cliente. Conforme ocorrem as vendas, o relacionamento entre empresa e cliente vai sendo construído, com isso, será possível obter informações como:

  1. Métodos de pagamento preferidos;
  2. Produtos mais vendidos;
  3. Faixa etária e poder aquisitivo do público;
  4. Ticket médio (que é a média de gasto em cada compra pelos clientes).

Realize um planejamento inicial bem cuidadoso

Para começar seus negócios sem sustos, a coisa mais importante é ter muito controle financeiro no começo. O planejamento inicial vai servir para definir:

  1. O capital inicial do seu empreendimento;
  2. Qual deve ser a sua média de faturamento;
  3. Quanto tempo você pretende demorar para receber de volta tudo que investiu;
  4. Quanto custa para fazer seu negócio girar todos os meses;
  5. Qual vai ser o valor dos produtos/serviços que serão comercializados.

Todos esses pontos irão servir de base para o começo do seu negócio, e é bem importante ficar atento às metas de retorno e faturamento. Para que tudo comece com o pé direito, é essencial ter esses objetivos bem construídos, ou seja, com os pés no chão, sem exagerar.

Metas são muito usadas no universo das empresas, tanto como uma forma de controlar a evolução de uma empresa quanto para servir de fator de motivação para quem está na linha de frente.

Crie conteúdo para redes sociais

Criar um perfil para o seu negócio não custa um centavo e pode trazer muitos reais para a sua conta. Facebook, WhatsApp e Instagram são ótimas ferramentas para divulgar sua empresa e interagir com seu público.

Por meio de conteúdos, você consegue nutrir esse relacionamento e, ao mesmo tempo, fazer aquilo que os especialistas chamam de geração de autoridade. Sim, conforme você cria boas postagens, as pessoas passam a olhar seu negócio como uma empresa que realmente entende do assunto, e isso é muito legal para conseguir mais clientes e vendas.

Não se esqueça que os conteúdos precisam ser bem feitos, precisam usar uma linguagem parecida com a do público e serem capazes de despertar o interesse das pessoas.

Nós temos um post completo sobre isso. Confira aqui!

Ofereça bons produtos (e tenha bons fornecedores)

Mesmo que sua empresa tenha um bom planejamento ou faça conteúdos bacanas, a chave do sucesso é a qualidade. Os clientes estão cada vez mais exigentes, e a melhor forma de conseguir fidelizar os consumidores é com bons produtos e serviços.

Seja o seu negócio um restaurante ou uma loja de roupas, o início de uma trajetória de sucesso começa quando seu cliente pega um produto seu e pensa “isso é muito bom”. Empresas que conseguem despertar esse sentimento nos clientes saem na frente da concorrência e ganham a oportunidade de transformar os consumidores em verdadeiros promotores. 

Você não quer deixar essa oportunidade passar batido, certo? Então, capriche naquilo que está sendo oferecido para seus clientes. E para não ter muitas mudanças na qualidade dos seus produtos, estabeleça uma boa relação com os fornecedores.

Bons fornecedores são peças-chave para qualquer empresa, portanto, saiba cultivar muito bem as relações com esses importantes parceiros.

Formalize sua empresa com um CNPJ

Começar as atividades sem ter um CNPJ registrado é bem comum e não vai trazer problemas. Contudo, conforme seu negócio cresce, é essencial emitir o CNPJ, tanto para formalizar seu negócio quanto para fazer o recolhimento de impostos.

Além desses detalhes mais técnicos, o CNPJ costuma ser exigido pelas melhores empresas fornecedoras. A relação de confiança no mundo dos negócios exige um CNPJ para abrir algumas novas oportunidades, por isso, não deixe de fazer a emissão do documento.

Quer saber mais sobre as vantagens em ter um CNPJ, mesmo sendo um pequeno empreendedor? Então, que tal dar uma conferida neste conteúdo especial sobre o tema?

O que fazer para inovar?

Fechando a nossa lista de dicas, vamos falar sobre alguns pontos importantes sobre inovação.

No momento de trazer novas ideias para a sua empresa, é comum que aconteça um certo bloqueio ou até um pouco de descaso com alguns pensamentos. Saiba que inovar exige criatividade, além de bastante cautela para analisar e arriscar. 

Diante disso, pense nos seguintes pontos:

  1. Nunca censure as suas ideias, faça o registro delas para poder consultar e rever suas lógicas;
  2. Antes de condenar uma ideia como algo ruim, converse com pessoas próximas e exponha seus projetos;
  3. Registre as opiniões e tente procurar os pontos fortes e fracos;
  4. Busque a originalidade, mas não tente reinventar a roda. Em alguns casos, ideias simples é que são originais e boas de usar (como o exemplo do frango assado).
  5. Busque sempre a opinião de quem trabalha ao seu lado e estimule-os a pensar em inovação, trazer novas ideias para o dia a dia etc.

Inovar é ainda mais desafiador do que empreender, mas sempre há espaço para pensar em novos projetos, portanto, mantenha uma cultura da novidade dentro do negócio.

É hora da mão na massa!

Anotou tudo? Refletiu sobre os principais pontos? Então, é hora de arregaçar as mangas e partir para ação. Mas saiba que você não está sozinho neste momento, nós estamos aqui para ser o seu braço direito nessa jornada.

Temos à sua disposição diversas soluções para pagamentos (como QR Code e Link de Pagamento), maquininhas de cartão, menu digital para delivery e muito mais.

Todas as nossas ferramentas que focam em pequenos negócios estão concentradas no Pag pro Pequeno. Lá, você confere cada recurso disponível para deixar tudo mais prático e vantajoso para você e seu cliente.

Não espere mais para ter as melhores ferramentas para o seu negócio. Clique aqui e conheça o Pag pro Pequeno.