Resumo do texto

  • Guardar dinheiro é essencial para planejar seu futuro com segurança;
  • Confira 8 dicas práticas para poupar todos os meses;
  • Descubra como fazer suas economias crescerem ainda mais.

Baixe grátis o super app PagBank!

 

Está difícil guardar dinheiro? Saiba que você não é o único. Uma pesquisa realizada no fim do ano de 2020 revelou que três em cada quatro brasileiros não consegue poupar! Sabe por que tanta gente tem essa dificuldade? Porque faltam duas coisas bem importantes: planejamento para economizar e algumas mudanças na rotina. 

Para fazer da economia um hábito no seu dia a dia, preparamos oito dicas para começar hoje mesmo, tudo com bastante planejamento e disciplina.

Acompanhe e acabe de vez com suas dúvidas na hora de poupar.

Melhores dicas para guardar dinheiro e economizar para o futuro

1. Fique de olho no que entra e o que sai

Anote tudo! Para fazer controle financeiro e guardar dinheiro, é ideal saber para onde está indo cada centavo.

Uma boa dica para ajudar no controle é pagar todas as contas fixas e recorrentes (internet, aluguel, luz, entre outras) logo que você recebe seu salário. 

Fazendo isso fica mais fácil identificar a quantia que sobra para despesas variáveis, como supermercado e gasolina.

É legal definir um valor mensal para alimentação, transporte e lazer, por exemplo (e tentar manter os gastos abaixo do limite).

Outros gastos, como farmácia  ou exames médicos vão variar mês a mês e dependem muito do momento. Nesses casos, você não será capaz de criar um limite de gastos, então, o jeito é controlar essas despesas para entender qual foi o impacto delas no seu mês.

Precisa de ajuda nessa missão de anotar e controlar? Clique na imagem abaixo e baixe nossa planilha de gastos pessoais!

Dica importante para quem é autônomo: se a sua renda mensal é variável, um bom jeito de facilitar o controle é agendando os principais pagamentos para datas onde você sabe que vai entrar as vendas das maquininhas ou dos boletos da semana.

2. Crie objetivos, mas tome cuidado para não exagerar

É muito fácil perder o foco sem metas. Se você não tem objetivos bem definidos, é muito importante criá-los, sempre com bastante consciência e sem exageros.

Para começar, vá aos poucos. Dê o primeiro passo criando uma meta de longo prazo, como trocar de carro, viajar para fora ou economizar para fazer faculdade.

Agora pense no tempo para chegar até seu objetivo. Em seguida faça as contas para saber quanto guardar por mês para realizar essa meta. Feito isso, defina outros objetivos menores e com prazos mais curtos (e que exigem menos dinheiro também).

Quer saber como criar boas metas? Clique aqui e conheça o método Smart!

3. Corte os supérfluos e gastos desnecessários

Para guardar dinheiro, nada melhor do que cortar algumas despesas. Seu foco aqui devem ser os famosos supérfluos, como almoço em um restaurante caro ou aquela cervejinha de todo final de semana.

Não se esqueça de olhar também para a fatura do cartão e identificar todos aqueles serviços de filmes e séries por assinatura.  Apesar de serem baratos, quando você assina vários, essa conta fica grande

Essa diminuição nas despesas também pode ser feita nas suas contas do mês, sem que você tenha que abrir mão de nenhum deles. Algumas mudanças, como reduzir o plano do celular ou diminuir a quantidade de canais da sua assinatura de TV, fazem bem para o seu bolso e não trazem tantos problemas.

O mesmo acontece na hora de abastecer a geladeira. Vale a pena analisar o preço dos mercados comuns e dos “atacarejos”, que vendem produtos em grandes quantidades, mas com preços menores.

Agora é hora de olhar para os gastos desnecessários, que são diferentes dos supérfluos. Vamos dividi-los em dois grupos:

  1. Coisas que você mesmo pode fazer em vez de pagar;
  2. Compras por impulso.

No primeiro grupo, estão pequenas tarefas da rotina como fazer seu almoço e limpar a sua casa. Para guardar dinheiro, deixe a preguiça de lado e arregace as mangas! Você vai sacrificar um pouco do tempo livre, mas conseguirá uma boa economia por mês.

No segundo grupo ficam aquelas comprinhas feitas na base da emoção. Se você é do tipo que não resiste às promoções, aproveite essas oportunidades para comprar produtos que realmente precisa.

4. Se puder, negocie as taxas de juros

Tem alguma dívida? Um financiamento de veículo ou imóvel? Se a resposta for sim, saiba que é possível entrar em contato com a instituição financeira e tentar renegociar a taxa de juros (ou até diminuir o valor da parcela). 

Isso nem sempre é possível, contudo, muitas empresas preferem renegociar do que ter problemas no recebimento. Entre em contato para conversar com o responsável pelo atendimento e negocie!

5. Compre à vista

Sempre que possível, faça pagamentos à vista. Quitando as compras de uma só vez, você vai começar o mês seguinte com uma conta a menos na fatura do cartão de crédito.

Alguns lugares também dão descontos para quem compra à vista e no dinheiro. Não deixe de aproveitar essas oportunidades para pagar menos pelas mesmas coisas!

6. Fique de olho nos descontos

A palavra da vez é pesquisar. Quando for comprar algum produto, pesquise o preço em diferentes lojas e veja qual oferece o melhor preço, as melhores condições de pagamento ou maior desconto. Se for comprar online, fique atento ao frete.

7. Guarde uma percentagem do seu salário todo mês

Especialistas em finanças recomendam guardar pelo menos 10% do salário, mas você pode poupar mais ou menos, sempre de acordo com a sua realidade. 

O importante é guardar dinheiro. Não caia no erro de poupar somente o que sobrar, pois a possibilidade de acabar gastando tudo e não poupar nada é grande.

8. Guarde dinheiro em família

Faça da sua família um time que trabalha unido para guardar dinheiro. Primeiro junte todo mundo, conte sobre seu plano de economia e escolham juntos aquilo que pode ser eliminado.

Em seguida distribua tarefas (ex: filho paga as contas, marido/esposa lista os gastos e filha pesquisa os preços na hora de ir às compras). 

Esse acordo dentro de casa vai ajudar a diminuir as brigas, além de tirar de cima de você todas as tarefas e decisões envolvidas nesta missão da economia. Lembre-se de deixar claro que a decisão de guardar dinheiro agora é rumo a um futuro melhor.

Invista sua reserva e faça ela crescer de um jeito fácil

Economizar é o primeiro passo para um futuro tranquilo. O segundo passo é investir.

Se você nunca investiu, que tal começar pela renda fixa? Ela oferece uma forma simples e de baixo risco para fazer sua reserva crescer sem trabalhar mais para isso.

Sabe onde você encontra boas opções para começar ainda hoje? No super app PagBank! Basta apenas R$ 1 para começar a investir em um CDB que oferece mais que o dobro da do rendimento da poupança, tem dupla garantia (a nossa e a do FGC) e permite resgate a qualquer momento com rendimento. Veja nossas opções de CDB:

Com os CDBs PagBank, você  descobre um novo jeito de guardar dinheiro e aumentar sua reserva. Aplicar sem complicar é com a gente mesmo. Baixe grátis o super app PagBank, abra uma conta e comece hoje mesmo!

Conheça os CDBs PagBank!

“Este canal tem como única intenção fornecer um panorama sobre as diferentes categorias de produtos de investimentos disponíveis no mercado. Os conteúdos não têm o objetivo de oferecer análise de valores mobiliários ou recomendações de investimento, considerando que os produtos apresentados podem não ser adequados aos objetivos, situação financeira ou necessidades individuais de cada usuário. O PagSeguro PagBank se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que decorram da utilização de seu conteúdo, bem como por eventuais informações fornecidas por terceiros, que não expressam a opinião do PagSeguro PagBank. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e as informações podem não estar atualizadas no momento exato da consulta do material. Antes de tomar qualquer decisão, é recomendado que o leitor busque orientação financeira independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto”.